Boavista refuta "falta de segurança" e critica Miguel Cardoso: «Comportamento deplorável»

Fonte axadrezada diz que o treinador do Rio Ave "dirigiu palavras deselegantes a Jesualdo Ferreira"

Fábio Coentrão marca no Boavista-Rio Ave e Miguel Cardoso faz 'piretes' na direção do banco contrário

Fonte do Boavista assegura que não existirá qualquer relatório, seja de forças de segurança ou das entidades desportivas, que possa atestar qualquer agressão a Miguel Cardoso nos bastidores do Estádio do Bessa na sequência do final escaldante da partida entre os panteras e o Rio Ave.

O treinador, "se fizer alguma alegação nesse sentido, estará desta forma a desviar as atenções do comportamento deplorável que manteve ao longo de todo o encontro, nomeadamente dirigindo palavras deselegantes a Jesualdo Ferreira", sublinhou a referida fonte.

Recorde que o técnico visitante não compareceu nas entrevistas rápidas obrigatórias, segundo esclarecimento da estrutura rioavista, pelo facto de alegadamente ter sido alvo de ameaças por parte de dirigentes do Boavista quando se dirigia para o ponto de reportagem da Sport TV.

Na perspetiva dos axadrezados, Cardoso chegou a estar fora do balneário e à porta do túnel, já junto ao relvado, zona onde se encontram autoridades policiais, pelo que o Boavista não aceita qualquer alusão a falta de segurança ou a existência de ameaças para justificar a ausência na flash interview. "Só se ficou comprometido pelo comportamento deplorável que teve. As imagens falam por si", concluiu fonte do Bessa.

Por Record
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Boavista

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.