Record

Canto revoltou o Boavista diante do Benfica

Árbitro visado em cima do apito para o intervalo

A decisão do árbitro Manuel Mota em interromper a partida para intervalo, mesmo antes de o Boavista converter o pontapé de canto conquistado pelo central Raphael Silva, deixou o banco axadrezado revoltado e levou o presidente Álvaro Braga Júnior, bem como Alfredo, ex-glória do Boavista e atual treinador de guarda-redes, a deslocarem-se ao centro do relvado para questionar a decisão.

Protesto sem consequências disciplinares no imediato, pese embora a reação autoritária do juiz a indicar aos elementos axadrezados para se recolherem.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Boavista

Notícias

Notícias Mais Vistas

M