Daniel Ramos: «Ponto está muito caro nesta fase»

Técnico do Boavista espera partida de "grande grau de dificuldade" diante do P. Ferreira

O treinador do Boavista afirmou esta quinta-feira que a equipa precisa de "estar em alerta máximo e com a disponibilidade máxima" para poder pontuar frente ao Paços de Ferreira, na sexta-feira, na 20.ª jornada da Liga NOS.

Daniel Ramos abordou, em conferência de imprensa, a deslocação ao reduto pacense, antevendo "um jogo de grande grau de dificuldade" para a sua equipa face a um adversário posicionado no 16.º lugar da classificação, o primeiro acima da linha de água, com 16 pontos, mas que o técnico disse ser "uma boa equipa".

"Por isto ou por aquilo, (o Paços de Ferreira) não está a fazer pontos, mas tem valor", reafirmou Daniel Ramos, que diz que é uma equipa que "gosta de ter bola e não tem demonstrado muita intranquilidade pela sua posição na tabela classificativa".

O Boavista venceu os seus dois últimos encontros (fora com o Desportivo das Aves, por 1-0 e em casa com o Guimarães, por 2-0), subiu ao oitavo posto, com 25 pontos, e pretende "prolongar os bons resultados o mais possível".

"É bom não esquecer que há altos e baixos durante os campeonatos e quando estamos por cima é preciso fazer tudo para continuar lá. Preparamos o jogo com o objetivo de somar mais três pontos, para consolidarmos a nossa posição e, se possível, subirmos na tabela classificativa", apontou Daniel Ramos.

O treinador axadrezado disse que a exigência não aumentou devido a esses resultados positivos, porque a responsabilidade já é alta. "Se não formos exigentes não somos uma equipa competitiva. Uma equipa competitiva, como tem de ser o Boavista, tem de ter pelo menos um requisito, que é meter intensidade" no que faz, sustentou também.

A equipa do Boavista "está alertada" para as dificuldades que o Paços de Ferreira lhe vai colocar. "Se não formos muito competentes vai ser muito complicado trazer pontos e muito mais difícil ganhar", frisou Daniel Ramos.

"Não estamos à espera de facilidades de forma alguma, até porque o ponto está muito caro nesta fase e quanto mais se aproxima o final do campeonato maior vai ser a inflação dos pontos", reforçou.

O treinador axadrezado salientou que o Boavista precisa de "estar em alerta máximo e com a disponibilidade máxima" para este jogo se quiser pontuar e concluiu dizendo que a equipa avisada está para o tem de fazer.

O avançado Cassiano foi titular diante do Guimarães, na ronda anterior, o que aconteceu pela segunda vez no campeonato, e o treinador explicou que o jogador brasileiro "aproveitou bem uma oportunidade", descrevendo-o como "trabalhador e disponível".

Mateus, por outro lado, perdeu protagonismo na equipa, mas tal deveu-se a uma lesão contraída ao serviço da seleção de Angola. "Perdeu forma, encontra-se num momento aquisitivo e claramente a melhorar e a qualquer momento vai estar preparado", informou Daniel Ramos.

O médio ofensivo espanhol Bueno está lesionado e não é opção para Paços de Ferreira, Yusupha recuperou de um problema físico e encontra-se apto e Heriberto cumprirá um jogo de suspensão por ter visto o quinto cartão amarelo na partida com o Guimarães.

O Boavista, oitavo classificado, com 25 pontos, defronta na sexta-feira o Paços de Ferreira 16.º, com 16, no jogo de abertura da 20.ª jornada da Liga, marcado para as 20:30, no Estádio Capital do Móvel, em Paços de Ferreira.

Por Lusa
  • Paços de Ferreira
    -
    Boavista
  • (1)
    (X)
    (2)
  • 2.5
    2.7
    3.1
  • *Odds sujeitas a variação. Consulte o valor actual desta odd em www.nossaaposta.pt

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Boavista

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.