«Isto foi um roubo»: presidente do Boavista suspenso por 90 dias por criticar Hélder Malheiro

Vítor Murta terá ainda de pagar 4.210 euros de multa, na sequência de declarações após o jogo com o Gil Vicente

• Foto: Ricardo Jr.

Vítor Murta, presidente do Boavista, foi punido pelo Conselho de Disciplina da FPF com 90 dias de suspensão e multa de 4.210 euros por duras críticas à arbitragem de Hélder Malheiro no encontro que opôs os axadrezados ao Gil Vicente, a 5 de fevereiro passado, no Estádio do Bessa. 

"O que fez hoje foi roubar o Boavista. Hoje o Boavista foi espoliado, foi roubado e foi mal tratado. Foi um roubo", disse na altura o presidente do Boavista. O emblema do Bessa perdeu esse jogo da jornada 17, por 2-1, tendo depois o presidente surgido na sala de imprensa para apontar reparos à equipa de arbitragem chefiada por Hélder Malheiro e que teve Rui Oliveira como vídeo-árbitro.

Por Record
4
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Boavista

Yusupha Njie sob análise

O internacional gambiano, de 27 anos, terminou a sua ligação ao Boavista e está livre para definir o seu futuro

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.