Iván Bulos é o ‘Tanque’ que Leal tanto queria

Curiosamente ansiava vingar num campeonato europeu depois de uma experiência falhada na Bélgica

• Foto: Hugo Monteiro

O Boavista está a fazer uma temporada tranquila e até pode festejar a permanência dentro de muito pouco tempo, mas Miguel Leal não andava totalmente satisfeito. O treinador sentia que o futebol da equipa precisava de um homem-golo e, quando Rafael Martins fugiu para o V. Guimarães, surgiu o nome de Iván Bulos. Visto e revisto o DVD do peruano, a SAD recebeu um aval positivo para a sua contratação.

Os treinos apenas confirmaram as qualidade de El Tanque e a titularidade surgiu na jornada passada, em Santa Maria da Feira. O Boavista venceu e foi, precisamente, o reforço de inverno a marcar, ele que curiosamente ansiava vingar num campeonato europeu depois de uma experiência falhada na Bélgica, entre 2012 e 2014. Graves leões fizeram-no regressar ao país natal onde a veia goleadora reapareceu. No verão de 2015 uma proposta choruda do O’Higgins levou-o até ao Chile, mas Iván Bulos nunca conseguiu superar a concorrência interna.

O tal sonho europeu fê-lo viajar até à Dinamarca. Treinou-se uma semana em janeiro no Aalborg BK (atual 7º classificado) e também lá o seu estilo de jogo pouca diferença fazia num plantel recheado de avançados altos e possantes. No Boavista soube que a referência ofensiva era Schembri, um falso 9 mais tecnicista, e decidiu aceitar mudar-se, a título definitivo, para o Bessa.

Com 1,88 metros, El Tanque deverá manter-se no ataque na receção de domingo ao FC Porto e nas bancadas até pode ter o selecionador Ricardo Gareca que anda pela Europa a observar jogadores.

Por Ricardo Vasconcelos
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Boavista

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.