Miguel Leal quer "aproveitar muito bem as dificuldades" do Sp. Braga

Os 25 pontos podem "libertar mais os jogadores, para mostrar mais as suas qualidades"

• Foto: Carlos Gonçalves

O treinador do Boavista disse esta sexta-feira que pretende "aproveitar muito bem as dificuldades que o Sp. Braga vai evidenciando" e, "quiçá, ganhar" o jogo no domingo, para a 21.ª jornada da Liga (20H15).

Na antevisão ao jogo do Bessa, Miguel Leal começou por dizer que "o Sp. Braga tem bons executantes" e garantiu que o Boavista "quer continuar a crescer e a pantera quer mostrar o seu valor".

"É nisso que estamos focados, sabendo de antemão que é sempre um jogo de dificuldade máxima, mas a confiança existe e estamos a trabalhar bem e acreditamos que podemos ganhar.

O Sp. Braga vem de um empate e duas derrotas consecutivas, mas Miguel Leal contrapõe que "cada jogo tem a sua história", reconhecendo que o Sporting de Braga "não tem tido sorte em alguns jogos, mas não deixa por isso de ser uma equipa forte".

Miguel Leal quer é um Boavista fiel à sua identidade, "utilizando um bloco mais baixo", porque diz que "é aí que o Braga começa a sentir dificuldades".

"Se aproveitarmos muito bem as dificuldades que o Sp. Braga vai evidenciando, podemos equilibrar a partida e, quiçá, ganhar", considerou.

Os 25 pontos que o Boavista conquistou podem "libertar mais os jogadores, para mostrar mais as suas qualidades".

"É um jogo com muita história e muita rivalidade. O que vai definir serão os pormenores. Portanto, teremos que estar preparados para não dar trunfos e aproveitar algumas debilidades que o adversário possa ter, utilizando uma estratégia inteligente no sem tido de podermos surpreender", destacou.

Miguel Leal insistiu que o objetivo próximo é fazer os 30 pontos, considerado o mínimo necessário para a manutenção.

Nesse sentido, referiu que "o Boavista está concentrado no bloco de jogos até ao Porto", na 23.ª jornada. Depois disso, afirmou Miguel Leal, o foco passará para o para o bloco seguinte.

"Funcionamos muito assim", salientou.

O Boavista conquistou mais pontos fora (14) do que em casa (11), embora também tenha menos dois jogos no seu reduto, o que para Miguel Leal tem "muitas explicações".

Um delas "é o aspecto emocional de uma equipa que não está habituada a ganhar muitas vezes".

"Em casa pesa mais", sustentou.

Por Lusa
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Boavista

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.