Panteras negras vão a julgamento

Adeptos dos axadrezados em causa

O Ministério Público de Ponta Delgada acusou o líder da claque dos Panteras Negras, Nuno Fonseca, conhecido por Sousa, juntamente com Hugo Silva e João Melo, dois elementos da claque, e outros dois adeptos do Boavista, Horácio Garcez, agente principal da Polícia de Segurança Pública, e João Caetano, segurança privado, pela prática, em coautoria, de cinco crimes de ofensa à integridade física qualificada e três crimes de dano. João Melo foi ainda acusado da autoria de cinco crimes de ameaça agravada.

Em causa estão as agressões ocorridas no restaurante Rei dos Frangos, no concelho de Ponta Delgada, na véspera do jogo Santa Clara-Boavista, a 30 de agosto de 2018. Segundo a acusação, os cinco arguidos deslocaram-se ao restaurante e acabaram por agredir cinco funcionários do estabelecimento, devido ao tempo de espera no atendimento.

A investigação indica que um funcionário foi arrastado do balcão para a sala de refeições, onde foi empurrado para o chão, para ser atingido por socos e pontapés em várias partes do corpo. Um dos elementos agarrou na cabeça deste funcionário e projetou-a para o chão, provocando-lhe a perda momentânea dos sentidos.

Uma funcionária ainda interveio com o objetivo de parar as agressões, colocando as mãos no peito de João Melo para o afastar do local, mas foi rapidamente atingida com um soco na cara. "Isto é para aprenderes a não me empurrares", disse o arguido, segundo a acusação, acrescentando que empurrou a funcionária para o chão, agredindo-a com pontapés e arremessando-lhe um banco de madeira.

As vítimas, na maioria da família do proprietário do restaurante, apresentaram um pedido de indemnização de 79 mil euros.

O julgamento começa a 19 de março.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Boavista

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.