Sanchez: «Não podemos perder um jogador só para andar atrás do Jonas»

Treinador espera contrariar favoritismo do Benfica

O treinador do Boavista disse, esta sexta-feira, que a equipa tem os índices anímicos elevados antes da receção ao líder Benfica, no domingo, em jogo da 27.ª jornada da Liga NOS.

Erwin Sanchez lembrou a vitória que os axadrezados alcançaram fora com o Marítimo (3-0), que lhes permitiu voltar ao 16.º lugar e sair da zona de despromoção, por troca com a Académica, um resultado que fez bem à equipa, que, contudo, precisa manter "os pés bem assentes no chão", porque vai "defrontar uma grande equipa, que está a atravessar um bom momento".

"Mas isso não nos impede de pensar que temos de continuar o nosso trabalho e ser sempre profissionais a tempo inteiro. No futebol pode acontecer tudo. Portanto, temos de continuar com a nossa caminhada, com bons pensamentos, pensando que vamos ter de trabalhar muito para pontuar", acrescentou.

Desta vez, o central Henrique e o médio brasileiro Anderson Carvalho ficam de fora por castigo, mas para Sanchez isso "é uma oportunidade para aqueles que vão entrar".

O treinador disse não ter "preocupação nenhuma" com as implicações dessas baixas: "Confio plenamente nos jogadores que temos e no trabalho que cada um deles possa fazer nos jogos".

Sanchez afirmou que logo após o encontro com o Marítimo falou com o médio Samu, "que tem vindo a trabalhar muito e bem", e perguntou-lhe "o que é que ele achava de enfrentar nesta altura o Benfica".

"Acho que ele está preparado", respondeu hoje o técnico.

O Boavista parece sentir-se menos cómodo quando joga no Bessa, perante o seu público, e Sanchez espera que a equipa, desta vez, tire partido da vitória na Madeira e jogue de forma desinibida diante de um adversário que não é do seu campeonato.

"Não posso entrar na cabeça de cada um. Há algumas situações em que a equipa pode sentir-se mais pressionada do que noutras e neste jogo tudo o que nos possa acontecer pode ser de alguma maneira positiva, porque vamos defrontar o Benfica", realçou.

Para Sanchez, defrontar agora o Benfica, "que está fazer um campeonato excelente e está apurado para mais uma fase na 'Champions'", "é mais uma motivação".

Jonas marcou 28 golos no campeonato e Sanchez realçou que "é difícil" pará-lo.

"Temos falado muito com os centrais. É um jogador que, além de fazer muitos golos, faz muitas assistências. Está a jogar muito bem, mas não podemos perder um jogador só para andar atrás do Jonas", disse Sanchez.

Por Lusa
2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Boavista

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.