Virar o feitiço contra o feiticeiro

Axadrezados voltaram a vencer quatro meses depois

Iriberri continua no onze
• Foto: Manuel Araújo

A goleada (4-0) aplicada ao V. Setúbal, na última jornada, naquele que foi o primeiro triunfo do treinador Erwin Sánchez no campeonato, colocou um ponto final na seca de quase quatro meses em que o Boavista esteve sem ganhar na Liga. Um alento importante para a reação que os axadrezados têm de colocar em prática durante a segunda volta e para o contexto distinto que esta deslocação a Tondela representa.

Partida onde o desempenho assume contornos ainda mais relevantes, não só por tratar-se de um adversário direto na luta pela permanência, mas principalmente pelos motivos que levaram o treinador Petit a abdicar do comando do Boavista para assumir a liderança do Tondela.

Uma guerra de egos com muito orgulho à mistura e onde os axadrezados vão tentar fazer com que o feitiço se vire contra o feiticeiro.

A resposta frente aos sadinos levará Erwin Sánchez a adotar uma política de continuidade em Tondela em relação ao triunfo sobre o V. Setúbal. Os reforços Rúben Ribeiro e Imanol Iriberri continuam com um lugar assegurado no onze inicial, mas a surpresa dos axadrezados para hoje poderá residir no médio Mario Martínez, uma vez que o reforço espanhol pedido especificamente pelo treinador também está convocado.

Por Pedro Malacó
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Boavista

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.