Record

Perdigão muda face do ataque

Exibição do extremo convenceu o treinador. Titularidade parece estar assegurada

• Foto: Movenotícias

Perdigão teve uma estreia de sonho nesta edição da Liga NOS. Depois de não ter sido opção para Daniel Ramos na goleada sofrida no Dragão, o brasileiro foi chamado à titularidade na receção ao Portimonense e respondeu da melhor maneira, com o primeiro golo do jogo, num remate indefensável para o guardião contrário, conseguindo ainda uma exibição que convenceu o treinador, acabando por ser decisivo na primeira vitória dos flavienses no campeonato.

O avançado, de 27 anos, está a cumprir a terceira temporada no Chaves e as expectativas para esta época são elevadas, tendo em conta o protagonismo que adquiriu no plantel, em função das saídas de Davidson e Matheus Pereira, que habitualmente eram as primeiras opções nas alas no tempo de Luís Castro. Agora, com a concorrência menos apertada no plantel, Perdigão ostenta a exibição conseguida frente aos algarvios como argumento para reivindicar o lugar no ataque, nos próximos jogos do Chaves.

Bater recorde de golos

A melhor época de Perdigão ao serviço do Chaves na 1ª Liga aconteceu há dois anos, quando marcou três golos nos 31 jogos que fez para o campeonato. Na época passada, os números foram menos positivos, pela falta de eficácia nas ações ofensivas, pois não marcou qualquer golo. A meta passa por fazer crescer o registo de tentos.

Por José Santos
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Chaves

Notícias

Notícias Mais Vistas

M