A lista de danos causados pelos adeptos do Sporting na Luz

Desde cadeiras a um espelho do WC deficientes, sendo que o Benfica pedia uma indemnização superior

• Foto: Vítor Mota

O Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) condenou esta quarta-feira o Sporting a indemnizar o Benfica em 58 mil euros, por danos causados no Estádio da Luz no dérbi da Taça de Portugal da temporada 2013/14, disputado a 9 de novembro de 2013 - que terminou com a vitória das águias no prolongamento (4-3).

No comunicado do CD da FPF, é possível tomar conhecimento da lista de todos os danos causados pelos adeptos leoninos, divididos entre o piso zero e o piso três.

Lista de danos que constam do relatório:

Piso zero
- 1 espelho WC deficientes;
- 1 tampa de sanita;
- 1 dispensador WC deficientes;
- 2 doseadores detergente;
- 5 dispensadores papel higiénico;
- 1 tubagem controlador gradões;
- 16 placards publicitários da Coca-Cola;
- 238 cadeiras danificadas;
- 20 apoios de cadeiras danificados;
- Instalações elétricas e caixas de derivação em frente ao setor visitante com vários danos;

Piso três
- Necessária a retificação da rede separadora inferior;
- 2 botoneiras de incêndio partidas;
- 201 cadeiras danificadas;
- Zona de revista de adeptos visitantes: 2 beckaerts arrancados e danificados; portões do TV Compound empenados; 1 beckaert partida na zona de vulcões de acesso

Posteriormente, a 11 de novembro de 2015, foi realizada uma vistoria adicional aos danos na linha digital de publicidade em frente aos setores do Sporting no piso zero, da qual resultou uma adenda ao Relatório de Danos inicial, verificando-se outras anomalias. O representa do Sporting assistiu a toda a verificação mas recusou assinar a adenda. Como ficou explicado no comunicado, o clube "aceita que os seus adeptos tenham causado alguns estragos, nomeadamente a nível de cadeiras", mas que o "hiato entre os danos apurados imediatamente após o jogo pelo delegado da FPF e os danos apurados dois dias depois (tempo decorrido entre a primeira e a segunda vistoria), não pode ser imputada à arguida, que desconhece o que terá sucedido, nomeadamente quem acedeu ao espaço em questão e para fazer o quê."

Refira-se que no mapa resumo de reparações apresentado pelo Benfica era exigido pelas águias uma indemnização ligeiramente superior a 70 mil euros, um valor mais elevado do que aquele que o CD da FPF condenou o Sporting a pagar.

Por João Socorro Viegas
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Liga NOS

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.