Augusto Inácio: «Espero que haja mais transparência»

Antigo dirigente do Sporting antevê campeonato

R - O que pode esperar-se deste campeonato?

AUGUSTO INÁCIO – Os três grandes partem com a perspetiva de ganhar. Todos têm objetivos particulares: o Benfica porque nunca conseguiu o tetra, o Sporting porque há 15 anos que não é campeão, e o FC Porto porque não está habituado a três anos sem ganhar.

R - Desde Co Adriaanse, em 2006, que a Liga é ganha por treinadores portugueses. O que significa isso?

AI – O treinador português é muito bom! Adapta-se a qualquer circunstância, a qualquer dificuldades, em qualquer país, e deixa sempre a sua marca de qualidade. Para já, são os que melhor conhecem a realidade do país e do nosso futebol.

R - O que gostaria que mudasse nesta temporada?

AI – A transparência. Que tudo seja claro, que as pessoas compreendam o que se passa. Já foi dado um passo importante nesse sentido com a mudança do presidente do Conselho de Arbitragem, mais a promessa de se publicarem os relatórios dos árbitros.

R - Qual o seu segredo quando foi campeão?

AI – Comecei a pensar em aproveitar os jogadores mais velhos para me ajudarem como líderes do grupo: além do Acosta, foram o Schmeichel, o Rui Jorge e o André Cruz como líderes do balneário. Cada um ‘mandava’, salvo seja, em cada um dos grupos geográficos. Eram os ‘delegados de xerife’ se assim se pode dizer. Essa união que criámos foi incrível e não tenho dúvidas que foi isso que nos levou ao título em 1999/2000.

11
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Liga NOS

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.