César Boaventura defende-se e avança com processo em tribunal contra Lionn

Empresário alega difamação e danos morais

• Foto: Pedro Ferreira 

César Boaventura, acusado por Lionn de aliciamento antes de um jogo do Benfica frente ao Rio Ave (2015/16) vai avançar com um processo no DIAP de Lisboa, por danos morais, comerciais, difamação e depoimento falso. O agente, que vai avançar ainda com um processo contra Marco Aurélio Carvalho, diretor de comunicação do Rio Ave, por este ter secundado a posição do jogador, pede ainda 3 milhões de euros, além da inibição de inscrição de Lionn nas provas nacionais. 

Ao nosso jornal, César Boaventura defende-se das acusações. "Agora vão ter provar o que disseram! Mas no meio de tudo isto sinto-me feliz por ter encontrado a ponte de toda esta difamação, tanto a mim como ao Benfica. E repito o que disse: é uma estratégia montada pelo antigo presidente do Sporting [Bruno de Carvalho] e pela santa aliança com o FC Porto", afirmou o CEO da empresa GIC England.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Liga NOS

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.