Record

Gil Vicente-Penafiel, 2-1: Num jogo de loucos nem a vitória espanta

gil estreia-se a ganhar em 90 minutos onde quase tudo aconteceu

Simi, aqui a festejar com Caetano, valeu 3 pontos
Gil Vicente-Penafiel, 2-1: Num jogo de loucos nem a vitória espanta • Foto: amândia queirós

Quatro expulsões, duas delas por vermelho direto, duas estreias na Liga, um reforço de inverno a entrar diretamente para o onze, três golos, um bola na trave e a primeira vitória do Gil Vicente neste campeonato ao som de alguns assobios dos próprios adeptos. O jogo de ontem, em Barcelos, foi impróprio para cardíacos. Quase tudo aconteceu, mas o que se tem de realçar mesmo é que José Mota lá conquistou os 3 pontos para os gilistas que, assim, encurtaram para dois os pontos de desvantagem em relação ao adversário de ontem.

Consulte o direto do jogo.

O treinador sabia que era imperioso vencer o Penafiel e não esteve com meias medidas para estrear o reforço Ruben Ribeiro. O médio teve a espinhosa missão de organizar a equipa e conduzir a bola para o ataque como até ali ninguém tinha conseguido por Barcelos. A verdade é que, apesar da enorme vontade, o ex-pacense sentiu tantas dificuldades como os colegas na simplificação de um jogo que teimava em ser demasiado mastigado para quem nas bancadas estava sedento de golos.

Aos repelões, os da casa iam espreitando a baliza de Coelho e, no meio de algumas tentativas frustradas, eis que Jander repete a imprudência do jogo com o FC Porto e vê vermelho direto. Reduzidos a 10, e como tantas vezes acontece, os gilistas souberam aproveitar a raiva para empurrar os durienses para bem perto da sua área. As situações de aperto sucederam-se, Coelho evitou um golo de João Vilela, até que Mbala quis igualar o número de jogadores em campo. Faltava serenidade nos dois lados e os treinadores ansiavam pelo intervalo, mas antes disso houve um golo. Quem diria?! Rabiola não tremeu perante Adriano e colocou mesmo o Penafiel em vantagem.

Os da casa mantiveram a toada e não deixaram de acelerar com o empate e nem mesmo quando se viram com mais um, após novo vermelho direto, desta vez ao guardião Coelho. OPenafiel era uma sombra daquilo que já mostrou com Rui Quinta e dava o domínio total ao adversário. Jogar em apenas meio-campo é o cenário ideal para quem tem Simi na área e seria mesmo o gigante africano a resolver a partida. Tantas vezes assobiado, ontem foi herói.

Homem do jogo: Simi

Que grande resposta aos críticos! Pode não ser um avançado de resolver jogos sozinho, mas quando a equipa tem inteligência e paciência para o servir como deve ser, o gigante africano tem tudo para ser goleador. Uma na trave, um golo... e 3 pontos!

Árbitro: Bruno Esteves (nota 3)

Seguramente um dos jogos mais complicados da carreira. Expulsou bem Jander e Mbala e também parece ter acertado na legalidade do lance do 0-1, tal como no penálti, e no vermelho, do 1-1.

Momento

Tudo fazia crer que o Gil ia mesmo chegar ao 2-1, mas só quando Simi saltou e desferiu um cabeceamento perfeito (73’) é que os da casa “respiraram de alívio”.

Número

1 Finalmente, o primeiro triunfo do Gil Vicente neste campeonato aconteceu! A esperança da permanência é agora muito maior por Barcelos.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Liga NOS

Notícias

Notícias Mais Vistas

M