Inácio diz que jogo com Feirense é "transcendente"

Técnico considera que vitória é meio caminho andado para manutenção

• Foto: Filipe Farinha

O treinador do Moreirense, Augusto Inácio, acredita que uma vitória na receção de quinta-feira ao Feirense, em jogo em atraso da 19.ª jornada, significa "90% de possibilidades de ficar na 1.ª Liga".

O Moreirense, 14.º classificado com 17 pontos e que no domingo conquistou a Taça da Liga, ao vencer o Sp. Braga na final (1-0), recebe o Feirense, que segue um lugar acima e com apenas mais um ponto.

"Este é que é o jogo transcendente. Entendo que, se ganharmos este jogo com o Feirense, 90% de possibilidades que temos de ficar na 1.ª Liga ficam garantidas. Eu sei que uma vitória, a seguir a uma grande vitória, pode ser a embalagem para uma segunda volta bem melhor. Perde-se o encanto [da vitória da Taça da Liga] se não ganharmos ao Feirense", disse Augusto Inácio em conferência de imprensa.

O técnico dos minhotos tem, no entanto, a convicção de que o adversário tem um pensamento semelhante, pelo que espera "muitas dificuldades" frente à equipa orientada por Nuno Manta.

"O adversário está a pensar no mesmo porque, se ganhar, fica com quatro pontos de avanço sobre nós. Espero muitas dificuldades. Espero um jogo muito mais complicado do que o jogo da final", analisou Augusto Inácio.

Questionado sobre se a euforia pela conquista histórica da Taça da Liga está a ajudar ou a dificultar a preparação do próximo jogo, o técnico procurou vincar que essa festa faz parte do passado.

"As pessoas que são boas profissionais e que querem continuar a ganhar não podem estar a viver do passado. Eu, se quiser lembrar-me de alguma coisa, tenho de ir ao museu e perceber o que aconteceu naquela final porque já esqueci. O presente, neste momento, é Feirense e é nisso que temos de estar focados", salientou.

Quanto aos jogadores, Inácio acredita que "a resposta vai ser boa", deixando o recado: "Quem não reagir desta forma é porque não sabe ser campeão".

Na terça-feira, último dia de 'mercado' de inverno, o Moreirense garantiu quatro reforços: Sougou, por empréstimo dos ingleses do Sheffield Wednesday, Ary Papel e Wallyson, do Sporting, e Alex, do Vitória de Guimarães.

Augusto Inácio avançou que nenhum dos novos jogadores está em condições de jogar e deixou mais um recado, desta feita dirigido aos reforços.

"Já lhes disse que chegam para acrescentar número e qualidade a um grupo que é bom. Nada lhes garante que cheguem aqui e que jogam. Não olho a nomes, nem estatuto, nem de onde chegam. Neste momento, parece-me que não têm ritmo para aquilo que quero. Diz-me como treinas, dir-te-ei como jogas. Neste momento, como treinas, não jogas", concluiu.

Moreirense e Feirense jogam quinta-feira, pelas 19H em Moreira de Cónegos, num jogo com arbitragem de Bruno Paixão da Associação de Futebol de Setúbal.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Liga NOS

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.