Prova com mais estrangeiros

A diferença em relação à edição de 2015/16 é de um por cento. Na 2ª Liga há mais portugueses

• Foto: David Martins

A Liga NOS continua a ter mais jogadores estrangeiros do que portugueses mas a diferença em relação à temporada anterior é muito curta, aumentou apenas um por cento.

O estudo realizado pelo Sindicato de Jogadores confirma o domínio dos estrangeiros mas sem alteração significativa em relação a 2015/16. No campeonato que agora terminou, os 18 clubes utilizaram 251 jogadores, o mesmo número da época anterior. Entre esses, 115 jogadores portugueses (46 por cento) e 136 estrangeiros (54), sendo a diferença apenas de três jogadores. Ou seja, a percentagem de portugueses desceu de 47 para 46 por cento.

Na Liga NOS, o Belenenses e o V. Setúbal, com uma média de 10 portugueses utilizados por jornada, foram os clubes com mais jogadores nacionais. Já o Marítimo foi o que mais apostou em estrangeiros, com média de 11 por jogo, ou seja, só três portugueses.

Rui Pedro Soares, presidente da SAD do Belenenses, garante: "É uma aposta estratégica. Desde que chegámos, entre portugueses e estrangeiros optámos sempre pelos primeiros."

Na 2ª Liga, os portugueses continuam a dominar e a média até é superior aos dos estrangeiros no escalão principal. Os 20 clubes utilizaram 307 jogadores e 58 por cento (178) são portugueses, contra apenas 42 por cento de estrangeiros (129). O Benfica B foi o clube do segundo escalão com mais portugueses utilizados, com uma média de 12 por partida. No outro extremo, seis clubes utilizaram apenas seis portugueses, entre eles o campeão Portimonense e o último classificado, o Olhanense. *

Por Miguel Amaro
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Liga NOS

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0