Nandinho sobre o Gil Vicente na Liga: «Estamos a preparar-nos com calma e sem precipitações»

Treinador tem mais um ano de contrato com o clube de Barcelos

• Foto: Nuno Fonseca / Movephoto 

Nandinho, atual treinador do Gil Vicente, abordou esta terça-feira a inclusão da equipa à Liga NOS, na próxima época. O antigo futebolista participa no IV Simpósio Treino Desportivo do ISMAI.

Como viveu as dúvidas levantadas sobre a inclusão do Gil Vicente na Liga, em 2019/20?
"Com naturalidade. Nunca nos preocupamos com isso. Preocupava-me com o meu trabalho, com o que eu domino. As pessoas responsáveis pelo clube estavam tranquilas porque sabiam o que estava em causa e por isso nunca houve nenhum caso, pelo menos interno. Estivemos sempre tranquilos, os jogadores nem sequer falavam disso e o presidente esteve sempre tranquilo porque é uma pessoa honesta e também confia na honestidade das pessoas que estão no futebol".

O clube e o Nandinho estão preparados para o salto que vai ser preciso dar dentro de pouco tempo?
"Estamos a preparar-nos com calma e sem precipitações. Sabemos que vai ser uma época difícil, não é fácil fazer um plantel de início nestas circunstâncias, vindo de duas divisões abaixo da realidade, não existe uma base. Nunca será fácil, mas é um desafio aliciante e o clube está a preparar-se para formar um plantel que seja capaz de continuar na I Divisão".

Este ano o plantel foi construído a pensar na próxima época?
"O projeto desta equipa não foi construído a pensar na Liga. Esta equipa é maioritariamente sub-23, o projeto que elaboramos para esta época foi feito com jogadores sub-23 porque existe a possibilidade de participar nessa competição no próximo ano e então criamos uma base para a próxima época e, possivelmente, alguns destes jogadores com potencial poderão fazer parte do plantel principal".

Há algum jogador deste plantel que compete no Campeonato de Portugal que pode vir a pertencer ao da Liga NOS em 2019/20?

"Há claramente jogadores com potencial para pertencerem ao plantel. Depois, a afirmação vai depender da resposta deles, porque a realidade é diferente. Vão lidar com jogadores com outra capacidade e vai depender muito do que fizerem e também, obviamente, das oportunidades que tiverem".

Como é que foi motivar uma equipa em que não pontuam?
"A motivação é intrínseca. Têm ambições, têm sonhos que querem realizar, querem evoluir enquanto jogadores, como qualquer jovem que sonha ser profissional trabalham para chegar à I Liga. Têm esse sonho e também é uma motivação o facto de representarem um clube com história, de gente humilde, mas que quer levar novamente o clube para patamares de onde nunca devia ter saído".

É possível continuar este projeto com o Nandinho a comandar a equipa?
"Eu tenho mais um ano de contrato. Foi esse o projeto que definimos no início desta época e por isso mesmo estou a trabalhar nesse sentido. Estou determinado em terminar bem esta época e, ao mesmo tempo, a preparar já a próxima época e a ver possíveis reforços para o plantel da Liga. Estou focado em ajudar o Gil Vicente e ser útil ao clube, porque já sou um bocadinho da casa; tenho quatro anos e meio como jogador e cinco enquanto treinador. O clube sabe que estou lá para ajudar".

Por António Mendes
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Liga NOS

Notícias

Notícias Mais Vistas