Pedro Proença: «Acreditamos que irá gerar mais estabilidade»

Apoia a medida de fechar o mercado mais cedo mas alerta para dependência económica do futebol português

• Foto: Arquivo/José Moreira

Atento à polémica em torno da data de fecho do mercado de transferências, o presidente da Liga de Clubes, Pedro Proença, reagiu à medida tomada pela Premier League e, em declarações a Record, sublinhou que este é um processo que deverá ser tratado com muita ponderação e equilíbrio.

"Trata-se de um tema que temos acompanhado de perto e em modo de ponderação. Por princípio, a antecipação do prazo do fecho da chamada primeira janela de mercado, a exemplo do que fez a liga inglesa, é defensável e promove a integridade das competições. Mas há que acautelar certas questões", começou por dizer o dirigente ao nosso jornal, explicando que, apesar da maior tranquilidade que essa nova regra poderia trazer, a realidade do nosso futebol tem algumas especificidades que obrigam a reflexão. "Por exemplo, a dependência económica do mercado do futebol português face ao internacional é ainda muito grande. Acreditamos que essa antecipação irá gerar mais estabilidade. Caberá aos clubes decidir, contando, para isso, com a nossa agilidade nesse sentido."

Por Fábio Aguiar e Hugo Neves
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Liga NOS

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.