Pedro Proença: «Apenas fico até quando os clubes quiserem»

Ainda assim, deixa claro que o importante agora é retomar os campeonatos

• Foto: LUSA

Pedro Proença assumiu esta segunda-feira, à saída de um encontro com Rui Moreira, presidente da Câmara Municipal do Porto, a possibilidade de colocar o cargo de líder da Liga Portuguesa de Futebol Profissional à disposição, deixando claro que só ficará no mesmo até quando os clubes assim o entenderem.

"O que tenho dito sempre aos clube é que a Liga é deles e, portanto, o presidente apenas fica até quando os clubes quiserem. Mas, nesta altura, a responsabilidade é de retomar as competições profissionais. É obrigatório. É vital. Se as competições não retomarem teremos diversas entidades em estado de insolvência e ninguém saberá o futuro. Este é um momento de responsabilidade de todos e que deve exigir de todos esse mesmo sentido de responsabilidade. Quanto ao resto, o presidente Pedro Proença está sempre disponível para as propostas que os clubes queiram fazer", começou por dizer o líder da Liga.

Confrontado com a perda de apoio de alguns clubes, Proença lembrou os números da sua reeleição. "O que sei é que há um ano fui reeleito com 96%. Sei que o momento foi muito difícil para a maioria dos clubes que estão em dificuldades. Clubes que necessitam verdadeiramente de retomar a atividade profissional e foi isso que nós fizemos. Criamos as condições para isso acontecer. Acredito que dia 3 será o dia da retoma, da restauração da normalidade, mas teremos uma época anormalmente prolongada. Até já tivemos competições que foram prejudicados, nomeadamente as internacionais. E chegar a dia 3 para começar deixa-nos muito satisfeitos."

A finalizar, o líder da Liga deixou claro que a saída do Cova da Piedade da direção da Liga não o fragiliza. "São as dinâmicas normais de um processo democrático. Há alturas em que temos clubes mais satisfeitos do que insatisfeitos. Mas é tudo normal, ainda por cima numa altura em que tivemos de tomar decisões difíceis. Como quando o Governo decidiu suspender por completo a 2ª Liga, nós percebemos que se tinha de assumir uma classificação final, é evidente que quando se tomam decisões, estas agradam a alguns e a outros não. Portanto, é o resultado normal dessas decisões."

Por Luís Magalhães
2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Liga NOS

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0