Pedro Proença dá exemplo alemão e italiano para defender jogos em canal aberto

Presidente da Liga revelou o que pretendia com os pedidos feitos ao governo e Marcelo

• Foto: José Reis / Movephoto

Confrontado com a questão polémica dos últimos tempos, devido ao pedido feito junto de Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa para que os jogos da Liga NOS pudessem ser transmitidos em sinal aberto, Pedro Proença explicou aquilo que pretendia e utilizou como exemplo os campeonatos dos principais campeonatos europeus, onde o mesmo tema tem sido falado pelas autoridades competentes.

"Essa posição não foi só defendida pela Liga Portugal, também pela Bundesliga, está agora a ser discutida na primeira liga italiana e é fácil de perceber aquilo que se pretende. Sabemos que os jogos são à porta fechada e que o público não vai poder aceder à visualização dos jogos. O que procuramos potenciar foi, de alguma forma, que o Governo pudesse injetar dinheiro nos canais generalistas, para que estes pudessem de alguma forma adquirir conteúdos dos operadores e esses seriam ressarcidos de tudo o que perderam durante estes dois meses para poderem pagar aos clubes que são os seus clientes e assim fechar o ciclo. Também para não ter pessoas aglomeradas à volta dos estádios quando os jogos acontecerem e poder potenciar, num momento muito difícil para as famílias portuguesas, quer operadores, quer clubes, quer as próprias famílias para assistirem aos jogos do seu clube", explicou o líder da Liga, à saída de um encontro com Rui Moreira, presidente da Câmara Municipal do Porto.

Por Luís Magalhães
22
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Liga NOS

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0