Vídeo-árbitro: Atraso na TV de 1,7 segundos

Testes apontaram para esta diferença

• Foto: Paulo Calado

Nos testes já conduzidos pela FPF, as imagens demoraram um máximo de 1,7 segundos a chegar à sala de vídeo-árbitro. Este é o tempo que passa entre um acontecimento dentro de campo e a emissão nos televisores disponíveis para o VAR. Este registo está dentro do estabelecido pelo protocolo com o IFAB, que exige um máximo de 2 segundos.

Tanto o sinal de TV como as comunicações entre o VAR e o árbitro de campo serão codificados, de forma a que não haja a possibilidade de serem alvos de interceção. A excelente rede de fibra no nosso país, que inclusivamente liga o continente à ilha da Madeira, é uma enorme mais-valia.

2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Liga NOS

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.