Hugo Gomes e a mudança para o Famalicão: «Projeto ambicioso fez toda a diferença»

Defesa-central brasileiro foi reforço dos minhotos e explicou o que o fez abraçar o desafio

• Foto: Ricardo Nascimento

Hugo Gomes apenas chegou ao Famalicão na presente temporada, mas não tardou em assumir um lugar especial nas escolhas de Sérgio Vieira. Contratado ao São Paulo, o defesa-central explicou o que o fez mudar-se para a 2ª Liga portuguesa, destacando "o projeto ambicioso".

"Quando me fizeram o convite, mostraram-me os planos para o futuro e eu interessei-me, porque não são todas as equipas que querem crescer estruturalmente", começou por dizer, revelando que aceitou também "pelas pessoas envolvidas", que o fizeram "ver a diferença do projeto e aceitar fazer parte do sonho", disse a Record.

Volvidos cerca de três meses desde que chegou, Hugo Gomes confessou que o percurso "está a ser bom", principalmente pela "adaptação rápida", assumindo que ter jogado em Espanha - no Maiorca e no Granada -, o "ajudou muito a não sentir tanto a mudança".

Totalista no campeonato, o central assumiu estar "contente" por ser opção, mas garantiu que isso "não significa que vá ser assim até ao fim", análise que estendeu, de resto, ao momento e aos objetivos da equipa. "Está tudo muito a começar. Não adianta atropelar as coisas, porque há muitos exemplos de equipas que se iludem muito no início e depois não confirmar. Não vale a pena queimar etapas", frisou.

Outro dos aspetos positivos na mudança foram, segundo Hugo Gomes, os adeptos, os quais, admite, já conhecia antes de chegar. "A nossa massa adepta é uma peculiaridade da segunda liga, nem todas as equipas têm os adeptos que nós temos. Foi algo que chegou a mim antes de vir para cá, que teríamos adeptos muito presentes nos jogos e eles estão a fazer tudo para nos ajudar. A presença deles é muito importantes. A motivação que eles trazem jogo a jogo só nos beneficia e faz com que joguemos melhor", sublinhou.

Rasgados elogios para Sérgio Vieira

A boa campanha do Famalicão até ao momento deve-se, segundo Hugo Gomes, a todos aqueles que trabalham diariamente no clube: "O grupo inteiro, o treinador, a direção e todos os funcionários". Ainda assim, quando questionado sobre Sérgio Vieira, o central apontou um técnico completo, que "engloba várias características que um treinador tem de ter". 

"Já vi treinadores que exigem muito e conversam pouco e já vi o contrário. O Sérgio Vieira para mim tem as duas características, que são muito importantes. Ele não se ilude e diz-nos que há muito trabalho pela frente", referiu.

"Ter o Ricardo ao lado facilita"

Um dos segredos para a adaptação rápida de Hugo Gomes tem sido, segundo o próprio, a ajuda de Ricardo, parceiro da defesa. "Ter alguém ao lado com tanta experiência e que comunica só facilita", admitiu, explicando o que levou ao bom entendimento dentro do campo. "A posição de central obriga a uma adaptação ao parceiro e isso chegou através de uma conversa natural entre ambos", apontou.

Por Pedro Morais

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Famalicão

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.