Ivo Vieira: «Acredito que os jogadores ainda podem vir a dar mais»

Treinador do Famalicão fez a antevisão do jogo com o Marítimo

• Foto: Site oficial FC Famalicão

Ivo Vieira estreou-se no comando técnico do Famalicão com um empate frente ao Sp. Braga e agora, na deslocação ao terreno do Marítimo, o técnico quer confirmar as boas indicações deixadas na última jornada.

"A equipa teve um comportamento que foi ao encontro daquilo que eu procuro que seja o nosso futuro, uma equipa competitiva, à procura da baliza do adversário. Os atletas tiveram um comportamento excecional em termos de entrega, mas existem momentos do jogo em que acredito que podemos vir a ser melhores, acredito que os jogadores ainda podem vir a fazer mais em termos de dinâmicas de jogo. Ainda não foi tudo feito à minha imagem, mas os sinais que os jogadores deram foram ao encontro das minhas ideias, mesmo que 4/5 dias não sirvam para implementarmos tudo de forma precisa", começou por referir o técnico.

Tanto o Famalicão como o Marítimo ocupam posições delicadas na tabela, mas Ivo Vieira defendeu que esse facto não terá influência na partida. "Era fantástico se o que estivesse em jogo fosse algo para além dos três pontos, se conseguíssemos somar seis pontos era maravilhoso. Os jogos valem três pontos e esse é o nosso foco. As duas equipas têm necessidade de pontos, o Marítimo, a jogar em casa, vai querer fazer pela vida. Nós vamos lutar atrás daquilo em que acreditamos e tentar lutar pela vitória. Queremos olhar para aquilo que fazemos em cada jogo. Independentemente da posição em que estamos, vamos disputar todos os jogos com o objetivo de ganhar e este não foge à regra. Só iremos olhar para a tabela quando fizermos algo no jogo que nos permita mudar a posição em que estamos", sublinhou, abordando ainda a chegada de Julio Velázquez ao clube insular: "Preocupamo-nos muito com o que conseguimos fazer. Já tivemos oportunidade de visualizar o que o Marítimo fez para trás e o jogo com o Nacional, no qual o treinador estava na equipa há pouco tempo. Há uma reacção há mudança, tal como acontece na minha pessoa, e pode haver algumas alterações de fundo na estratégia para o jogo. Não o conseguimos alterar, mas estamos precavidos em relação ao que podemos fazer no jogo".

O técnico concluiu dizendo que o regresso de Ugarte, após castigo, lhe dá ‘dores de cabeça positivas’. "É bom o treinador ter muitas alternativas dentro do plantel. Temos um plantel com qualidade, jovem e com muita margem de progressão. O Ugarte e todos os outros partem da mesma linha, o trabalho deles durante a semana é que me vai fazer tomar decisões e decidir quem joga", rematou.

A partida entre Famalicão e Marítimo está agendada para as 17h30 deste domingo.

Por Diogo Matos
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Famalicão

Olhos na história

Anderson marca há quatro jogos na Liga. Só Álvaro Pereira, em 1946/47, chegou aos cinco

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.