João Pedro Sousa: «Aceito o erro do árbitro, do VAR custa-me aceitar»

Treinador do Famalicão fez a antevisão do jogo com o Benfica

• Foto: LUSA / EPA

João Pedro Sousa espera um Benfica "muito competente" para o encontro deste sábado, no Estádio da Luz, mas assegura que o Famalicão vai dar tudo para conquistar os três pontos.

"Vai ser um jogo difícil, espera-nos uma tarefa muito complicada. Vamos encontrar um adversário muito competente, que até agora só não ganhou uma vez e que, para além disso, é o melhor ataque e a melhor defesa do campeonato. Apesar disso, estamos preparados para esta tarefa e vamos à luta pelos três pontos", disse.

Contraste entre o momento de forma das duas equipas

"Os resultados dos nossos últimos jogos não foram os melhores, mas achamos que estamos melhores em termos de jogo, estamos a criar mais. Sabemos que há aspetos do jogo que temos de corrigir. O nosso adversário está cada vez melhor e a nossa estratégia passa por tentar controlar o jogo e aplicar a nossa forma de jogar. Vai ser algo difícil, o Benfica coloca muita pressão ao adversário, mas vamos apresentar-nos com a nossa identidade. O Benfica tem um coletivo muito forte, com individualidades muito fortes. É uma equipa muito bem orientada, mas o nosso plano de jogo passa por seguir a nossa forma de jogar. Apesar de os últimos resultados não terem sido os melhores, estamos melhores em termos de produção de jogo, estamos mais confortáveis no processo ofensivo. Estamos a tentar corrigir os aspetos defensivos."

Estatísticas

"É certo que nunca ganhámos na Luz, mas este ano já tivemos saídas complicadas, FC Porto, Sporting, V. Guimarães e Sp. Braga, que são as equipas que estão à frente no campeonato, e fomos competentes e competitivos em todas elas. Cada jogo tem a sua história e a sua importância. Este é que interessa e não vamos entrar em campo a pensar no jogo com o Benfica a pensar no jogo do Sporting."

Baixas por lesão na defesa e erros

"O problema não é só na defesa, é coletivo, mas claro que as ausências na defesa não ajudam. O problema tem também a ver com a forma como atacamos, estamos também a tentar corrigir o momento em que perdemos a bola, é uma questão de equilíbrio. Não queremos deixar de ser competitivos. Se calhar seria mais cómodo fecharmos linhas, mas vamos por outro caminho e queremos continuar a ter bola. Não queremos deixar de ser competitivos."

Arbitragens em Portugal

"Sempre prometi que não ia falar de arbitragem, mas há uma coisa que não gosto: jogos parados durante sete/dez minutos é muito para o nosso espetáculo. O árbitro erra como eu erro e como os jogadores erram, mas o VAR não pode errar. Digo isto de forma geral, aceito o erro do árbitro, do VAR costuma-me aceitar", concluiu.

Por Diogo Matos
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Famalicão

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0