João Pedro Sousa e a Europa: «Queremos dar esta prenda aos adeptos, ao clube e à cidade»

Técnico do Famalicão assume ambição total para carimbar o sonho

• Foto: José Reis/Movephoto

O Famalicão entra para a última jornada numa posição privilegiada para carimbar o último passaporte europeu. Com o sonho tão próximo de ser alcançado, João Pedro Sousa garante que a equipa está focada em "dar essa prenda aos adeptos, ao clube e à cidade".

"Os jogadores querem muito isso. Temos consciência de que fizemos uma época excelente, agora não pomos um ponto final. Há um jogo, sabemos da importância e era ideal vencer para dar esta prenda a toda a gente. Os jogadores merecem, querem dar esta prenda ao clube, aos adeptos, à cidade e à história do Famalicão", apontou, na conferência de imprensa de antevisão ao jogo decisivo, frente ao Marítimo, assumindo que haverá alguma tristeza caso esse objetivo não se concretize.

"Vamos ficar tristes por não conseguir o objetivo, porque não vencemos o jogo. No entanto, não nos esquecemos do que fizemos. Estes jogadores estão de parabéns pelo grande campeonato que fizeram. Se não correr bem, o estado de espírito será igual ao dos outros jogos que não ganhámos, mas percebendo da importância que tem para o clube, cidade e adeptos", frisou

Com o 'match point' à mercê, o momento podia ser de ansiedade, mas João Pedro Sousa assegura que esse não é o estado de espírito do grupo. 

"Os jogadores estão a desfrutar e isso é que importa. Percebendo a importância do jogo, mas com a consciência de que fizeram uma época tremenda e fantástica. Nada será posto em causa independentemente do que acontecer no sábado. Não há nenhuma nuvem a pairar sobre o que estes jogadores fizeram esta época", sublinhou, reiterando a mensagem com o balanço "extremamente positivo da época".

"Era difícil a época ser mais positiva. Começámos com um projeto arrojado, um projeto com coragem, um projeto que passou um bocadinho do papel branco do presidente para um projeto que é rral, que foi construído degrau a degrau, com muita cabeça. Penso que agora, ao fim, só podemos olhar para trás e dizer que os jogadores estão de parabéns, o presidente também, a estrutura também. Toda a gente está. A época foi excecional. Temos 53 pontos, na época passada quem ficou na ultima vaga fez 52, no ano anterior creio que 51. Nas últimas épocas estaríamos classificados. Infelizmente para nós, esta época estes 53 pontos não vão chegar, mas vamos tentar dar uma pincelada final nesta grande época", finalizou.

Por Pedro Morais
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Famalicão

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.