João Pedro Sousa e o fim do sonho europeu: «Fica um sentimento grande de tristeza»

Técnico dos minhotos promete que a equipa lutará para ser "mais competente"

O Famalicão esteve às portas da Europa, mas, ao cair do pano, sofreu um golpe de teatro que pôs fim ao sonho. Os minhotos deixaram-se empatar no terreno do Marítimo já nos descontos, o que abriu espaço à passagem do Rio Ave e à consequente qualificação europeia por parte dos vila-condenses.

Apenas alguns dias depois, João Pedro Sousa abordou o tema e não escondeu alguma desilusão. "Fica um sentimento grande de tristeza, essencialmente pelo que os jogadores fizeram durante toda a época. Muito também pelo trabalho realizado pelo clube, pela tristeza que sentiram os adeptos e pela prenda que não lhes conseguimos dar. E pela região, que merecia ver o clube numa prova europeia. Não o conseguimos, não vamos prometer que no próximo ano o vamos conseguir, mas vamos prometer que vamos lutar com todas as nossas forças para sermos mais competentes", garantiu, lembrando como foram geridos os momentos menos bons ao longo da temporada.

"Nunca precisei de dizer no balneário que tínhamos que nos motivar para determinado jogo. Se esta equipa estivesse motivada para jogar com os grandes e não estivesse motivada para jogar com os do fundo da tabela, então é porque não éramos uma equipa a sério. Sobre a derrota por 7-0 com o V. Guimarães, doeu muito, mas não nos tirou o foco de três dias depois disputar a segunda mão da meia-final da Taça de Portugal. Estávamos convencidos de que íamos à final. Não aconteceu a final porque o jogo da primeira mão na Luz teve no último minuto um canto em que o Benfica nem costuma colocar a bola naquela zona. Se esses dois jogos - Marítimo e Benfica - tivessem menos um minuto, estávamos na final da Taça de Portugal e tínhamos ficado em quinto lugar. O jogo da Madeira foi como uma derrota. Foi terrível, mas se tivéssemos mais um, dois ou três jogos, estávamos preparados. Não precisávamos de trabalho mental. Não era o resultado que nos ia ditar se precisávamos disto ou daquilo", referiu.

Por Pedro Morais
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Famalicão

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.