João Pedro Sousa: «Temos de evoluir muito e trabalhar para nos tornarmos competitivos»

Treinador do Famalicão não gostou da prestação dos seus jogadores frente ao Belenenses SAD

• Foto: Vítor Chi

O Famalicão assegurou, esta segunda-feira, a primeira vitória (1-2) na nova edição da Liga NOS diante do Belenenses SAD, em jogo da 2.ª jornada da prova.

No final do encontro, João Pedro Sousa admitiu não ter gostado da prestação dos seus jogadores diante do emblema azul, afirmando que as alterações feitas ao intervalo foram fundamentais para conseguir arrecadar os primeiros três pontos.

"Estávamos a ser tão previsíveis, com falta de agressividade com e sem bola. [Ao intervalo] Foi pegar nesses pontos, corrigir um ou outro posicionamento na nossa primeira fase de construção, mas essencialmente a velocidade e a agressividade, e conseguimos rapidamente virar o resultado, continuando a não jogar bem", começou por referir o treinador do Famalicão, em declarações no final do encontro à Sport TV.

Momento do segundo golo

"O segundo golo é a imagem que queríamos trazer para a segunda parte. Forçámos o erro e conseguimos o golo. Até ao final do jogo, houve uma reação natural do Belenenses SAD, que nos tentou incomodar com um jogo mais direto, mas conseguimos controlar o jogo."

A primeira jornada

"Não foi um acidente de percurso, porque o adversário da semana passada foi demasiado forte para nós. Muito do nosso jogo esteve lá presente. Ao contrário, hoje, se calhar, não esteve tanto, tivemos de ir buscar outras armas e conseguimos vencer. O futebol é mesmo assim. Temos de evoluir muito e trabalhar para nos tornarmos competitivos e fazer um campeonato à imagem do que queremos."

Alterações ao intervalo

"Optámos por uma saída com três jogadores, para contrariar a linha de pressão do Belenenses SAD, também com três homens, e atrair o adversário em linhas mais subidas. Não estávamos a conseguir, até nesses momentos fomos lentos. A nossa saída era sempre de forma longa e sem nexo nenhum."

Ausência de Toni Martínez

"A não convocatória do Toni Martínez não tem a ver com questões de transferência para qualquer clube. Teve uma semana de treino como os colegas, o Rúben del Campo esteve bem e ele ficou de fora como outros. Quem vem para jogo é quem nos dá mais garantias, o Rúben del Campo deu-nos mais garantias e foi ele que veio para jogo", concluiu.

Por Record com Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Famalicão

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.