SAD intervém na crise à direita

Lionn é dossiê prioritário para garantir equilíbrio do sector recuado na fase crítica da temporada

• Foto: Movenotícias

Lionn é um alvo de mercado que agrada ao Famalicão para o ataque à segunda metade da presente temporada e, consequentemente, para a luta pela subida ao escalão principal do futebol português.

O lateral brasileiro assinou esta temporada pelo Chaves, mas tem tardado em impor-se em Trás-os-Montes, onde apenas foi utilizado em duas partidas até agora. Segundo Record apurou, a SAD minhota estará atenta à situação do jogador de 29 anos, que se afigura como um alvo que se enquadra nas necessidades de Sérgio Vieira. Por todas as razões, mas, também, pela ligação de nove temporadas que tem à 1ª Liga no seu currículo, divididas entre Olhanense, V. Guimarães, Rio Ave e Chaves.

Nesse sentido, e olhando à dança de cadeiras que tem caracterizado a asa direita da defesa do Famalicão, este é um dossiê que a sociedade pretende encarar com seriedade no sentido de evitar que a crise nessa posição tenha consequências funestas.

Recorde-se que, esta época, três nomes passaram já por esse sector: Koffi, Joel Monteiro e Sylla, sendo que o primeiro não convenceu e o segundo sofreu recentemente uma lesão que o deverá manter de fora dos relvados durante os próximos dois meses. Resta o senegalês que até está a fazer pela vida.

Por Pedro Morais
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Famalicão

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.