António Barão deixa liderança do clube

Eleições serão marcadas para breve

• Foto: Filipe Farinha

António Barão anunciou esta sexta-feira a sua demissão do cargo de presidente do Sporting Clube Farense, o que determinará a realização, em breve, de eleições antecipadas.

"Chegou a hora de fechar um ciclo, no qual vivi, com os que me acompanharam, momentos de grande alegria e alguns de profunda tristeza", refere António Barão, numa carta aberta enviada aos sócios.

O presidente demissionário lembra que quando assumiu funções (em 2006, como diretor desportivo, passando em 2009 para a liderança da direção) "não existia futebol e começámos a construir um belo caminho de regresso às competições profissionais. E não mais esquecerei o dia em voltámos à 2.ª Liga."

Numa alusão "aos que no passado e no presente insistiram e insistem em desvalorizar o trabalho realizado, caluniar e orquestrar cenários, levando à difamação pública e ao boicote ao desenvolvimento do clube", António Barão diz que "conseguiram a minha saída."

Agora "é hora de todos os farenses se unirem e escolherem um novo presidente. Nos últimos tempos, sócios e simpatizantes têm demonstrado, em locais públicos, força e vontade para seguir um novo rumo, numa demonstração de que o Farense está vivo, e deixo o lugar em aberto, para que essas pessoas entrem. Serei, daqui para a frente, mais um sócio que desejará o melhor para o clube do coração."

António Barão tinha prometido recolocar o Farense na 1.ª Liga e não esconde que sai "abortando a minha promessa a um homem que tanto admiro (Aníbal Guerreiro, acionista da SAD e fugira histórica do clube) mas com a consciência tranquila, por ter feito o que podia e o que por vezes não podia por um clube que quase me fez perder a vida."

Face à demissão de António Barão - cujo mandato terminava apenas em 2017 -, e como todos os restantes elementos da direção o acompanham solidariamente, em breve será marcada uma assembleia geral para a eleição de novos corpos sociais do clube.

O empresário João Rodrigues, que tem vindo a adquirir ações da SAD e dispõe neste momento de 47% do capital social - é o maior acionista -, terá um papel determinante na definição do novo presidente do clube e, também, na futura liderança da SAD.

Por Armando Alves
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Farense

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.