Sérgio Conceição: «Às vezes o treinador complica o jogo e eu hoje compliquei»

Treinador diz que quem entende de futebol percebe o que ele quer dizer

• Foto: Filipe Farinha
PUB

Sérgio Conceição não podia estar mais satisfeito pela vitória, muito sofrida, do FC Porto diante do Portimonense. No entando assume culpas pelo sucedido em Portimão.

"A equipa foi decisiva, não foi o Marcano. Pelo espírito positivo e pelo que fizemos é justa a vitória. Tivemos muitas ocasiões, podíamos ter fechado o jogo mais cedo. Na primeira parte criámos situações em que podíamos ter definido melhor e na segunda também. O jogo estava controlado, o Portimonense não tinha chegado uma vez à baliza e depois empatou. O treinador às vezes complica o jogo. E eu compliquei. A culpa é minha, quem entende de futebol percebe o que quero dizer. Compliquei o jogo", disse o treinador do FC Porto.

Conceição não quis tecer comentários sobre a arbitragem: "Não tive oportunidade de rever, vi durante o jogo, mas é tudo muito rápido. Não temos perceção exata. É melhor não falar já, se notar que algo foi injusto falarei sobre isso."

Quanto ao puxão de orelhas a Nakajima referiu: "São conversas nossas."

PUB
O treinador foi questionado também sobre o jogo com o Young Boys. "Ao contrário do que muita gente bitaitou, como dizia o Hernâni Gonçalves, há muitos bitaites, viu-se as dificuldades que tivemos frente a um Portimonense com muita alma a tentar contrariar o FC Porto. Encontrou um FC Porto forte. Hoje não era o jogo para fazer gestão. Nenhum é. Meto sempre o melhor onze dentro do que quero e em função do adversário. O Romário estava tocado, o Zé Luís conseguiu recuperar, mas tínhamos quatro jogadores com algumas dificuldades. Arriscámos porque sabíamos da dificuldade deste jogo e da importância dos três pontos", finalizou.

45
Deixe o seu comentário
PUB
PUB