António Oliveira esclarece posição quanto a uma possível candidatura à presidência do FC Porto

O antigo jogador e treinador dos dragões afirmou não estar nos seus planos suceder a Pinto da Costa

António Oliveira negou querer candidatar-se à presidência dos dragões. Durante o programa 'Trio d’Ataque', da RTP3, o antigo jogador e treinador do FC Porto esclareceu a sua posição, afirmando que o presidente da formação portista "só se compara a duas pessoas: Angelo Moratti e Santiago Bernabéu".

"Evidentemente que mantenho, em toda e qualquer circunstância. O que está a acontecer neste momento é aquilo ao qual eu chamo criar o efeito reversível, mas que aqui nem sequer se aplica. O efeito reversível, como vocês sabem melhor do que eu, é a velha tática ou técnica da repetição. Tantas vezes se repete a mesma coisa que acaba por, às vezes, resultar algum efeito. Mas uma vez, e mais uma vez estão a tentar fazê-lo, pela informação que me está a dar, mas que eu vou esclarecer pela enésima vez como sócio do FC Porto que sou há 52 anos", apontou.

"A sucessão [de Pinto da Costa] é uma questão que nem sequer se coloca neste momento. Primeiro, porque o presidente tem um mandato e está a candidatar-se a um segundo mandato. Depois, é o presidente que tem estado com a equipa, que acompanha a equipa, acompanha a organização e o clube e vai aos jogos. Os sócios portistas, todos ou quase todos, depositam nele uma grande confiança e num momento como este em que o clube está menos bem em relação aos resultados, que tem atingido e que tem alcançado, a sua presença será muito importante. Primeiro, em devolver a confiança ao grupo e equipa técnica, será vital para a equipa dar a volta por cima depois de ter conseguido este magnífico resultado [diante do Benfica] e ter criado condições objetivas para podermos pensar em sermos campeões", acrescentou ainda António Oliveira.

Quanto ao futuro sucessor da cadeira da presidência do FC Porto, o antigo jogador dos dragões foi perentório. "No futuro, a tempo certo, a sucessão surgirá do universo do FC Porto, que saberá encontrar as pessoas certas para lidar com o futuro do clube. Não posso dizer mais do que aquilo que realmente é. Esta é a minha verdade, a minha expressão e a minha autenticidade. Sempre foi assim e assim será. Estamos a falar de uma pessoa que só é comparada com mais duas, Angelo Moratti [presidente do Inter entre 1955 e 1968, que posteriormente foi substituído pelo filho Massimo Moratti] e Santiago Bernabéu [antigo dirigente do Real Madrid]. Todos os sócios do FC Porto têm legitimidade e ambição de serem presidentes do FC Porto. A minha posição que fique claríssima de uma vez por todas", frisou.

"Se eu sentir que há algum movimento, faço imediatamente um comunicado a desmentir porque eu não estou ligado a nada. Nem a nada nem a ninguém, eu penso pela minha cabeça. Defendo o meu clube não mais do que os outros, mas tanto como os outros. Quando exaspero é porque para mim estar em 2.º lugar é a mesma coisa que estar em último", concluiu.

Por Sérgio Magalhães
6
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.