Record

Benfica-FC Porto, 0-1: Começou tão Benni e acabou tão mal...

MAIS PORTO NA 1ª PARTE; SÓ BENFICA NA 2ª E UMA ARBITRAGEM DESASTROSA

Não há volta a dar: o resultado do clássico fica ligado à arbitragem. Um "penalty", ainda vá lá. Agora, não ver a bola entrar na baliza, é demais!
Benfica-FC Porto, 0-1: Começou tão Benni e acabou tão mal... • Foto: João Trindade
Foi pena. O clássico, mesmo sem ter sido muito bem jogado, cumpriu não apenas as condições de segurança que permitiram a sua realização (embora, subitamente e à última da hora, ainda tivessem subsistido dúvidas que levaram o jogo a começar com uns minutos de atraso) mas também os requisitos de espectáculo subjacentes a um duelo desta dimensão.

Decisivo

Infelizmente, porém, as sombras negras que pairaram sobre o jogo ganharam, de repente, a forma do árbitro e aquilo que estava a ser um espectáculo empolgante e intenso transformou-se numa triste demonstração do que há de pior no nosso futebol. Olegário Benquerença, o árbitro, que até esteve muito bem até ao intervalo, cometeu uma série de erros graves na 2ª parte que custaram a derrota ao Benfica. Uma carga de Seitaridis sobre Karadas (2') deveria ter sido punida com "penalty" e não foi; uma mão de Ricardo Costa (75') na área poderia ter sido castigada com novo "penalty"; um "estoiro" de Petit (80') ao qual Baía correspondeu com grande... "frango" levou a bola a entrar na baliza e, portanto, deveria ter sido sancionado o respectivo golo. Contra factos não há argumentos. E assim Olegário deixou a sua marca no clássico. A pior possível.

Começou Benni

Foi pena, de facto. Até porque o jogo começou bem. Ou melhor, começou muito Benni. O FC Porto (com Carlos Alberto em vez de Quaresma, talvez para que se rasgassem outras opções no ataque) aproveitou o facto de o Benfica defender muito recuado e "saltou" para o meio-campo adversário, levando com a bola todas as suas unidades com tendência ofensiva. Era questão de saber se o FC Porto tinha capacidade para furar as linhas encarnadas que, como Trapattoni gosta, jogam muito próximas umas das outras. Mas desta vez chegaram-se demasiado à sua área, o que foi um convite ao talento de Diego e companhia. O FC Porto não precisou, no entanto, de entrar na área para fazer o golo. Uma "bomba" de McCarthy resultou num golo fantástico e cedo transformou o cenário do jogo.

Mais azul

E pronto. Aos 10' o FC Porto ganhava e Trapattoni tinha de mexer na equipa. O treinador italiano ainda esperou que os lances de bola parada resolvessem alguma coisa (dois livres de Petit e uma cabeçada de Geovanni na sequência de um canto) não chegaram para dar golo e com Sokota na bancada lá entrou o esforçado gigante Karadas.

Mas o FC Porto jogava melhor. Diego era um espectáculo e o dragão impunha a sua lei. Curiosamente, o maior balanço ofensivo do FC Porto reabriu uma porta de esperança ao Benfica e por ela tentaram entrar Simão e Karadas em dois lançamentos de contra-ataque. Nada feito, porém.

Só vermelho

O dragão mandão da 1ª parte não se viu na 2ª. Fernández ficou preocupado com a expulsão de Pepe e só muito tarde voltou a dar força ao seu meio-campo. Era previsível que o Benfica "caísse" sobre o adversário, mas não foi muito natural que essa pressão durasse 45'. Dez contra dez, o Benfica arrumou-se melhor com Simão a pegar no jogo e Petit sempre a empurrar a equipa para a área do FC Porto. O dragão encostou-se às cordas e por lá ficou. A sofrer e a suportar o assédio sem conceder grandes oportunidades (a melhor surgiu num cabeceamento de Zahovic). No entanto, não tivesse Olegário sido acometido por um súbito ataque de cegueira e o Benfica teria conseguido pelo menos o empate. Agora, só um ponto os separa.

Árbitro

Olegário Benquerença (0). Esteve quase brilhante durante a 1ª parte mas... que raio de bicho lhe mordeu ao intervalo? No 2º tempo foi um desastre com influência directa no resultado. Nas expulsões de Nuno Gomes e Pepe foi radical mas agiu em conformidade. O que se passou na área do FC Porto é que ficou sem castigo: um "penalty" (pelo menos) e um golo que só ele e o assistente não viram.
110
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de FC Porto

Fadiga trai Brahimi

Rendimento caiu a pique nos últimos jogos e isso tem a ver com o desgaste acumulado. Ida à seleção impede que seja feita uma gestão física mais cuidadosa
Notícias

Notícias Mais Vistas

M