Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

Casillas: «Não olhem para mim pelo que fui, mas pelo que sou»

Guarda-redes portista abordou perda de titularidade na época passada

• Foto: Movenotícias
Durante a época passada, Sérgio Conceição tirou Iker Casillas da baliza do FC Porto, uma decisão que o guarda-redes portista diz respeitar e que até serviu de estímulo.

"O treinador tinha as suas razões. Considerava, talvez, que eu não estava bem, optou por outro companheiro, o que é naturalmente respeitável e, aí, o que tens de tentar fazer é pensar no que podes e deves melhorar para voltares a competir pelo lugar. Às vezes é um estímulo ver de fora os teus companheiros, porque cria-te um obstáculo e ter um obstáculo aos 36 anos é bom. Sobretudo para mim, que sempre gostei de ter obstáculos na vida", disse o guardião portista em entrevista ao "Expresso".

"Este plantel sabe perfeitamente que gosto que olhem para mim como mais um. Não estou a olhar para trás, para a carreira que tive, ou para os troféus. Sempre disse aos companheiros que pela veterania, sim, sou o mais velho, mas o que gostava era de ganhar um campeonato com o FC Porto. Que o que queria era ganhar uma taça com o FC Porto. O que me aconteceu antes não serve de nada. O currículo não me garante jogar todos os fins de semana. O que faz com que jogue é treinar bem. (...) Peço-lhes sempre o mesmo: quem não olhem para mim pelo que fui, mas pelo que sou. Que não olhem para o nome, nem para o bilhete de identidade".
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas

M M