Dalot no Manchester United causa desagrado na SAD

José Mourinho vai pagar a cláusula de rescisão para ter um dos laterais mais promissores da Europa

• Foto: Movenotícias

O Manchester United vai acionar a cláusula de rescisão de Diogo Dalot para ter um dos laterais mais promissores da Europa, o mesmo é dizer que nos cofres da SAD portista vão entrar 20 milhões de euros. A notícia foi avançada inicialmente pelo jornal ‘Daily Record’, que revelou a existência de um acordo entre os red devils e o jogador, de 19 anos, com vista à transferência. Como se sabe, com o FC Porto não é necessária qualquer negociação, uma vez que o pagamento da dita cláusula liberta o defesa, embora seja provável que ocorra uma reunião entre as partes.

De qualquer forma, e ao que Record apurou, o FC Porto tem conhecimento já há algum tempo das movimentações em curso, embora só deve ser notificado oficialmente da intenção do Man. United pagar a penalização de 20 milhões de euros pela quebra da ligação quando estiver concluído o processo negocial relativo às condições do contrato de Diogo Dalot com os ingleses. Seja como for, trata-se de um desfecho que causa profundo desagrado na SAD azul e branca, que pretendia oferecer ao jogador condições melhoradas, demonstrando total confiança no sentido de entregar a titularidade a um jovem que, na Invicta, iria ter garantias de poder crescer em competição.

Este era um cenário que se adivinhava face à indefinição em torno da situação do jovem internacional, cuja cotação disparou assim que fez a estreia pela equipa principal do FC Porto. O seu contrato acaba em 2019 e a SAD, embora manifestando intenção de solidificar a ligação do defesa ao clube, sentiu que da outra parte o processo nunca passou das intenções. Dalot foi adiando a resolução do dossiê, por intermédio do seu pai e do agente Carlos Gonçalves, chegando ao ponto de ter sido transmitida a informação aos dragões de que já estaria iminente o compromisso com outro clube.

Sonho e... desafio

Atento, José Mourinho foi rápido a tomar decisões e atuou dentro daquilo que é expectável num clube com a dimensão do Man. United. Paga a cláusula de rescisão, oferece um contrato muito superior ao que Dalot tem com o FC Porto e dá-lhe a possibilidade de experimentar a sensação de fazer parte daquela que é considerada a melhor liga do Mundo. Faltarão cumprir apenas algumas formalidades burocráticas, dado que a SAD azul e branca não admite fazer qualquer desconto, sendo uma posição da qual não há margem de retrocesso.

Em Old Trafford, o jovem lateral não tem a titularidade assegurada, mas os 32 anos de Antonio Valencia dão-lhe a esperança de jogar com alguma regularidade. Com tempo para se adaptar, evoluir e afirmar-se, Diogo Dalot concretiza um sonho que se afigura, igualmente, como um desafio.

Por Rui Sousa e Pedro Gonçalo Pinto
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.