Desperdício destes é raro

Dragão perde após vantagem de 2-0

Não é normal na história do FC Porto desperdiçar uma vantagem folgada como é um 2-0. Isso aconteceu ontem, frente ao V. Guimarães, impedindo o dragão de dormir na liderança isolada do campeonato. O fenómeno que se verificou na noite de ontem, no Estádio do Dragão, é muito raro na vida do atual campeão nacional e o gráfico que acompanha esta peça mostra a última vez que o FC Porto perdeu após estar em vantagem por 2-0 em jogos oficiais (no caso, foi na Liga dos Campeões, em 2005), e em jogos fora de portas e em casa a contar para o campeonato.

Olhando apenas para os jogos no Porto e para o campeonato, os azuis e brancos não perdiam um jogo nestas condições desde fevereiro de 1943, quando estiveram em vantagem por 2-0 e acabaram por perder por 3-4. Na época precedente, em 1941/42, o FC Porto tinha, como ontem, chegado ao intervalo com vantagem de 2-0 e acabou derrotado pelo Belenenses por 2-3.

Só o facto de ter sofrido três golos em sua casa é digno de registo. É certo que na época passada isso aconteceu ao FC Porto em duas vezes na Liga dos Campeões, frente a Besiktas e Liverpool, mas em provas internas não se verificava desde abril de 2016, quando o FC Porto perdeu por 3-1 frente ao Sporting. Esta tinha sido também a última derrota caseira dos dragões em provas nacionais. Foi a primeira no Dragão – no plano interno, claro – na era Sérgio Conceição.

Por André Gonçalves
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.