Dragões dão resposta "ao cêntimo" a Angelino Ferreira

Ex-administrador questionou pagamento de impostos

• Foto: Eduardo Martins

O FC Porto divulgou esta quarta-feira um comunicado para dar conta do pagamento de "40.907.899,99 euros de impostos e Segurança Social", como resposta a Angelino Ferreira. O ex-administrador dos dragões havia afirmado a Record que "nem todos os impostos são suportados pelo FC Porto", sublinhando que não havia "grande rigor" nos 40 milhões de euros assumidos por Pinto da Costa em entrevista ao Porto Canal na segunda-feira.



Leia o comunicado na íntegra:

"O FC Porto pagou no ano de 2015 um total de 40.907.899,99 euros de impostos e Segurança Social. Estes números foram fornecidos por Valdemar Mendes, Técnico Oficial de Contas e responsável pelo Departamento de Contabilidade e Fiscalidade do FC Porto.

Este esclarecimento, ao cêntimo, impõem-se depois de Angelino Ferreira, ex-administrador financeiro da FC Porto, Futebol SAD, ter posto em causa a veracidade dos números avançados por Jorge Nuno Pinto da Costa na entrevista ao Porto Canal de segunda-feira.

Porque o FC Porto pratica e advoga uma política de total transparência, discriminamos os valores pagos em 2015.

IRS: 28.344.438,54 euros
IRC (Pagamento Especial por Conta): 151.977,57
IRC (Pagamento por Conta): 37.710.00
IRC (Autoliquidação): 1.283.385,90
Segurança Social empresa: 5.682.362,67
Segurança Social trabalhador: 2.159.005,67
IVA: 3.249.019,64 (saldo entre IVA liquidado e IVA dedutível, logo encargo fiscal do FC Porto)
Total: 40.907.899,99 euros

Acresce informar que os valores de IRS e Segurança Social são custo do FC Porto, mercê de contratos designados por net/net, ou seja, líquidos de quaisquer encargos para os agentes desportivos que subscreveram esses contratos.

Angelino Ferreira afirmou, por exemplo, que o IVA "tem um caráter neutro". Obviamente não tem e só nos dois primeiros dois meses de 2016 o FC Porto pagou (saldo entre IVA liquidado e IVA dedutível) 4.858.336,24 euros, mais 1,6 milhões de euros que em todo o ano de 2015.

Como conclusão, estas afirmações proferidas por um antigo administrador financeiro da FC Porto, Futebol SAD só podem ser entendidas como um enorme equívoco, pois certamente não terão sido proferidas com má-fé".

Por Sofia Lobato
9
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.