Record

FC Porto-Benfica, 3-2: FC Porto ganha com golos de autor

CRÓNICA

"O FC Porto conseguiu empatar num remate de Deco, bem de fora da área, colocando a bola no canto inferior esquerdo da baliza de Enke e, ao intervalo, Mourinho fez o inevitável: trocou Pavlin por Alenitchev e em dez minutos o resultado passou de 1-1 para 3-2"
FC Porto-Benfica, 3-2: FC Porto ganha com golos de autor • Foto: Simão Filho
UMA vitória indiscutível do FC Porto sobre o Benfica, mais pela forma do que pelo conteúdo do resultado (3-2), num Estádio das Antas com a maior enchente da época, deixou o FC Porto com a terceira posição mais sólida e o Benfica longe até... da Europa. O FC Porto marcou em lances individuais três golos de autor, o Benfica em contra-ataques que aproveitou a cem por cento.

José Mourinho apostou no onze que se adivinhava, com Ricardo Silva a marcar Jankauskas e McCarthy como ponta-de-lança, com Cândido Costa à direita e Capucho à esquerda, uma solução que não colocou o sul-africano nas melhores condições, porque é um jogador talhado para jogar acompanhado. E quase só tocou uma vez na bola, de cabeça, a isolar Capucho para o magnífico terceiro golo do FC Porto.

Do lado do Benfica, Jesualdo Ferreira também manteve o seu tridente com Mantorras colado à direita, Simão à esquerda e Jankauskas no meio. Tiago marcava Deco, Andersson vigiava Pavlin.

O FC Porto procurou explorar o seu lado esquerdo e colocou em dificuldades Armando, que nunca viria a acertar. Mas a verdade é que o FC Porto não conseguiu ser consequente e já depois de Paredes ter enviado, de cabeça, uma bola à barra após um canto, foi por aquele lado esquerdo que foi punido. Pavlin perdeu a bola a meio campo, Mantorras lançou Andersson que cruzou rasteiro e, do outro lado, Simão, vindo de trás, fez golo de pé direito.

O Benfica marcava no seu primeiro remate e em contra-ataque e o FC Porto passou um mau bocado porque os seus jogadores se desuniram e raramente acertaram um passe nos 20 minutos seguintes. O Benfica mantinha-se expectante, mas estava mais confortável e inevitavelmente mais moralizado.

Deco era bem marcado por Tiago, Cândido Costa sofria muitas faltas de Caneira, mas dava pouco andamento ao jogo, Pavlin andava perdido e McCarthy não via a bola a não ser que a viesse buscar a trinta metros da área. Mas o FC Porto conseguiu empatar num remate de Deco, ainda bem de fora da área, colocando a bola no canto inferior esquerdo da baliza de Enke e, ao intervalo, Mourinho fez o inevitável: trocou Pavlin por Alenitchev e em dez minutos o resultado passou de 1-1 para 3-2. Primeiro num tiro de Alenitchev após um canto, depois num magnífico chapéu de Capucho e finalmente Mantorras a reduzir, num cruzamento de Jankauskas em que o angolano aproveitou a distracção de Fredrik.

Na segunda parte foram sempre melhores os portistas, até porque o Benfica marcou nas duas oportunidades que teve no jogo. O Benfica estava mais talhado para o contra--ataque e, quando teve de assumir o jogo, não foi capaz de o fazer, porque só Simão mostrava talento para dar outro rumo à coisa.

No FC Porto brilhavam Cândido Costa, que trocou com Capucho na segunda parte (uma jogada fantástica e um passe de golo feito que Pena desperdiçou, nem ele saberá como) e Capucho, agora bem dentro do jogo, rápido, a segurar a bola e a marcar um grande golo. Pena substituíra o desasado McCarthy, enquanto no Benfica saía um Zahovic quase inexistente e entrava Drulovic que pouco mais fez.

O árbitro JOÃO FERREIRA não teve um jogo muito difícil, mas complicou-o. Contemporizou com as faltas de Caneira e Fredrik, deixou inexplicavelmente por marcar as faltas (e os cartões) de Fernando Aguiar sobre Deco e João M. Pinto sobre Pena à entrada da área. Dois lances duvidosos em cada área, primeiro assinalando de longe uma falta de Capucho sobre Caneira e depois deixando seguir um lance duvidoso entre Simão e Jorge Andrade em que se pediu um "penalty" que não foi evidente visto lá de cima.
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas

M