Francisco J. Marques acusa Benfica de recorrer a "bruxaria"

Diretor de comunicação divulga conteúdo de emails trocados por Luís Filipe Vieira

Francisco J. Marques acusou o Benfica de recorrer a "bruxaria" para conseguir obter resultados desportivos nas últimas temporadas, partilhando no Porto Canal um email a envolver Luís Filipe Vieira e o "General Doutor Armando Nhaga, comissário nacional da polícia da Guiné Bissau".

"No dia 6 de fevereiro de 2017, o Armando Nhaga enviou um email ao Luís Filipe Vieira que eu vou ler em parte, porque isto é grande e está escrito com alguma dificuldade de leitura. 'Gostaria de, na qualidade de sócio 165.550 do SLB, chamar à atenção para a sabotagem preparada para o Benfica não conquistar o títulod e tetracampeão por uma simples razão. Na temporada 2015/16 assinámos acordo de prestação de serviço, no qual o Dr. Rui Gomes da Silva foi intermediário, o qual resultou na conquista do título de tricampeão. E segundo informação, o senhor presidente congratulou-se pela nossa prestação de serviço, o que levou a aceitar a renovação do acordo para esta temporada. Acontece, no entanto, que o senhor Rui Gomes da Silva, não conseguiu através da Assembleia Geral, integrar a nova direção do Benfica, resolvendo pura e simplesmente deixar de intermediar-nos com sua excelência. E nem sequer nos informou de nada. E o acordo não foi assinado até agora. Mesmo assim continuamos a trabalhar e só deixámos de o fazer nos dois jogos, nomeadamente da Taça da Liga com Moreirense e com o V. Setúbal, resultando nas duas derrotas. Assim solicitamos a intervenção de sua excelência, para indigitar com maior sígilo um intermediário que permita que o acordo seja assinado, para permitir que o Benfica conquiste o tetracampeonato, Taça de Portugal e ir longe na Liga dos Campeões, cujo os oitavos-de-final começam já na próxima semana, e que garantimos que com o nosso trabalho iremos passar a eliminatória sem falta. Acredite em nós, senhor presidente, porque já demos provas mais do que suficientes e por um lado concluímos que o Rui Gomes da Silva quer ver desgraças na nova direção e não conquistar o título. Obrigado, General Doutor Armando Nhaga, comissário nacional da polícia da Guiné Bissau"

"No dia 9 de fevereiro, Luís Filipe Vieira responde 'não sei nada desses assuntos. Caso exista algo mais em aberto, poderá marcar reunião no Benfica ainda este mês'

"No dia 13 de fevereiro, o Armando Nhaga responde 'Preocupa-nos muito o jogo de terça-feira, de Liga dos Campeões, um jogo muito difícil, por isso queremos muito que o Benfica passe esta eliminatória. Mas que será pago logo depois do segundo jogo da Alemanha. Assim urge a necessidade de fazer com que seja assinado o acordo de prestação de serviço para esta temporada e, uma vez que continuámos o trabalho até hoje, mas com exceção dos jogos com Moreirense e V. Setúbal, e se sua excelência achar que o tempo é curto para assinar antes do jogo de terça-feira, então envie sms a autorizar o nosso trabalho no jogo'. Ao qual Luís Filipe Vieira responde 'OK'."

"No dia seguinte, dia 14 de fevereiro, o Armando Nhaga envia novo email: 'Excelentíssimo presidente do Benfica, proposta de acordo. A temporada 2016/17, que se iniciará no dia 7 de agosto, com a disputa da Supertaça, pode ser e constituir uma renhida luta pela conquista do título de campeão, no qual o Benfica poderá fazer história. O que implica a imperiosa necessidade de celebrar de acordo mútuo a prestação de serviços entre as partes, com base nos seguintes termos", referiu, elencando os valores a pagar:

Jogo e conquista da Supertaça: cinco mil euros;
Para o campeonato: 100 mil euros;
Jogo da Liga dos Campeões: 10 mil euros em caso de vitória em cada jogo; 30 mil euros na fase a eliminar
Taça da Liga: mil euros
Taça de Portugal (final): cinco mil

"Acontece que o Benfica perde 4-0 na Alemanha, depois de milagrosamente ter ganho a primeira mão, não sei se lembram... No dia 9 de março, às 12.36, o Luís Filipe Vieira mandou um mail ao Armando Nhaga a dizer o seguinte: 'O que passou-se?' e a resposta do Armando Nhaga foi 'A infelicidade que passou deriva da minha ausência da Guiné. Quem estava a teste disso, a preparar o jogo, não fez no devido momento, porque devia um mestre em Lisboa, 48 horas, ficou todo o tempo à espera de comunicação e nada! Só ontem de manhã é que comunicou e já era tarde, que cheguei de madrugada. O mestre ficou dececionado e agora vamos concentrar-nos no essencial, que é o campeonato e a Taça de Portugal. Agradeço a vossa compreensão e jamais acontecerá'. Estamos a falar de bruxaria, portanto. Cento e muitos mil euros que foram gastos...", atirou, recordando que o título de 2015/16 'custou' 75 mil euros e o de 16/17 foi 25 mil euros mais caro.

"Não sei o que devo pensar disto. Isto põe em causa quem? Põe em causa os jogadores, treinador, mas também outras pessoas. O Paulo Gonçalves, o Nuno Cabral, o Adão Mendes, o Pedro Guerra, o Mário Figueiredo... Anda a criar-se um polvo para quê? Anda a criar-se este monstro que tudo permite ao Benfica e nada permite aos outros, que cria um clima de benefício permanente, e depois vai fazer-se a bruxaria? É um backup do polvo. Se o polvo falha... entra o mestre... Há gente que para ganhar vale mesmo tudo", concluiu.

Por Fábio Lima
323
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.