Francisco J. Marques: «Afinal é possível investigar leaks...»

Diretor de comunicação portista traça paralelo entre o Football Leaks e o Luanda Leaks

• Foto: Ricardo Jr.

Francisco J. Marques, diretor de comunicação do FC Porto, comparou esta terça-feira, no Porto Canal, o tratamento dado ao caso Football Leaks e ao recente Football Leaks. Entende o responsável portista que a inclusão do nome do Benfica no primeiro caso levou a um tratamento diferenciado.

"O Luanda Leaks não é uma matéria desportiva, mas vale a pena analisá-lo por causa de um sem número de analogias. Parece que, de repente, uma parte do país acordou para a investigação de leaks que expõem diversas atividades. Por comparação com o Football Leaks, ambos se tratam da mesma coisa, a investigação de um consórcio internacional de jornalistas, muitos deles que até são os mesmos jornalistas. Não deixa de ser curioso que este tipo de matérias afinal é passível de ser investigada quando se suspeita das atividades em causa. Aqui a questão é esta: a palavra Benfica é que definiu a forma como se olhou para isto. Não deixa de ser curioso também que sobre o Luanda Leaks já se vejam políticos a comentar o caso…", referiu Francisco J. Marques.

Sobre o conhecido pedido de escusa do juiz do caso dos emails, o diretor de comunicação manteve-se em silêncio: "Por respeito à justiça, não vou dizer nada. Vou esperar e não vou procurar qualquer tipo de intervenção ou influência. Vou deixar que a justiça decorra."

Por André Monteiro
26
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.