Francisco J. Marques: «Arbitragens? Benfica está à procura de uma escapatória»

Diretor de Comunicação do FC Porto deixou críticas ao rival

• Foto: Movenotícias

As arbitragens mais recentes dos jogos do FC Porto têm estado sob a mira do Benfica, mas, para Francisco J. Marques, Diretor de Comunicação dos dragões, estes ataques mais não são do que "uma tentativa de justificar o insucesso".

"Há estratégias de comunicação que o Benfica tem vindo a abandonar. Todos estamos recordados que permanentemente se referiam a nós como o clube falido, intervencionado, mas esse clube é campeão, tem mais 7 pontos que o Benfica no campeonato, está nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões e contratou hoje um jogador com muito prestígio no mercado de inverno [Pepe]. E eles, que têm dinheiro, para estarem assim só pode ser por incompetência. Estão à procura de uma escapatória. Agora dizem que o FC Porto é beneficiado", atirou.

Questionado sobre os dossiês na justiça que envolvem os encarnados e, mais concretamente, sobre a junção de vários processos num só, Francisco J. Marques deixou um desejo.

"Espero que esta investigação demore o tempo que for preciso e que chegue a conclusões, conclusões essas que são fáceis de tirar. Espero que não se repita o que aconteceu no passado. O que aconteceu no passado foi o Benfica ser protegido por um sem número de entidades e não lhe ter sido aplicado os regulamentos. A própria confissão sai da boca de um ex-presidente do Benfica e isso responde em absoluto. O Manuel Vilarinho assume que o Benfica devia ter sido despromovido por não cumprir os requisitos mas não foi porque foi protegido. Para quem enche a boca com o apito dourado, temos aqui a prova que o Benfica é que devia ter sido despromovido. Falsificou certidões. Isto é vigarice suprema e vem de há muito tempo", concluiu.

Por Pedro Morais
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.