Francisco J. Marques e as acusações a César Boaventura: «O maior escândalo do futebol português»

Diretor de comunicação do FC Porto pede consequências

• Foto: Movenoticias

O maior escândalo do futebol português: é desta forma que Francisco J. Marques encara as acusações de tentativa de corrupção de Lionn e Cássio a César Boaventura. Na ótica do diretor de comunicação do FC Porto, o empresário estava a trabalhar em prol do Benfica e a mando de Luis Filipe Vieira, o que, a seu ver, dá força à tese de uma rede montada pelos encarnados.

"O César Boaventura obviamente estava a trabalhar para o Benfica. Ele ter-se-á apresentado mandatado pelo Luís Filipe Vieira e terá chegado a fazer uma oferta de 250 mil euros para o Cássio aceder às pretensões dele, que eram facilitar a vitória do Benfica. Fica muito evidente que estamos perante casos de corrupção/tentativa de corrupção. Claramente de índole desportiva. O que agora é expectável é que as autoridades desportivas façam o seu trabalho. Dar um sinal. Desde sempre dissemos que estávamos perante o maior escândalo do futebol português. Porque isto é uma adulteração da verdade desportiva massiva porque percorreu várias épocas, foi feita em benefício único e exclusivo dos interesses do Benfica. Num primeiro ano é o César Boaventura, noutro é uma outra pessoa. Havia uma rede montada para tentar aliciar jogadores de futebol para perderem jogos com o Benfica. Já não estamos a falar do ‘Pagar para ganhar’, mas sim de corromper agentes desportivos. Isto é muito grave e tem que vir tudo à tona e tem de haver consequências", apontou Francisco J. Marques, que considerou que as notícias divulgadas esta semana "foram o maior avanço nesta tramoia".

Exclusivo Record: oiça Lionn acusar César Boaventura de tentar comprar jogo Rio Ave-Benfica

Por Pedro Morais
56
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0