Francisco J. Marques: «Há uma subserviência do país para com o Benfica»

Diretor de comunicação do FC Porto deixou críticas ao Estado e a Luís Filipe Vieira

• Foto: Ricardo Junior

Francisco J. Marques voltou a deixar palavras fortes sobre Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, desta feita partindo de uma reportagem da Sábado, segundo a qual o líder dos encarnados é suspeito de beneficiar de fraude no BES.

Para o diretor de comunicação do FC Porto, este é mais um exemplo da "subserviência que existe do país para com o Benfica" e do "escudo que é ocupar o lugar de presidente" das águias.

"Há influências na arbitragem, com o Ferreira Nunes. Na política também, com o IPDJ e o Secretária de Estado do Desporto. Restava o poder judicial e nesse há dúvida de algumas coisas. Quando falamos no Benfiquistão estamos a falar de uma tomada do poder onde quem não serve os interesses do Benfica tem de ser afastado. O ex-presidente Vale e Azevedo só foi confrontado após sair do Benfica. Imediatamente após. O lugar de presidente do Benfica foi um ótimo escudo para o Vale e Azevedo e também será para Vieira. Todos nos lembramos da rábula da amnésia. Tudo foi feito para que o presidente do Benfica não prestasse declarações no Ministério Público no verão passado", apontou.

Sobre o jogo à porta fechada com que a Académica foi castigada, o dirigente azul e branco ironizou, lembrando os "7 jogos que o Benfica tem em carteira".

"A Académica foi sancionada com um jogo à porta fechada por causa de um jogo de pré-época. Sobre os castigos dos jogos à porta fechada, a Académica não deve estar preocupada. O Benfica tem 7 jogos em carteira para cumprir. Dois à porta fechada, por castigo do IPDJ e do CD, e cinco interdições ditadas pelo CD da FPF. Todos estes castigos se não têm um ano andam perto disso e nenhum deles está cumprido ou está para ser cumprido. Perante isto, ao surgir a notícia de que a Académica foi sancionada, não há justiça para o clube A e outra para o clube B. Agora é uma questão de paciência para vermos estas penas serem executadas. Os clubes efetivamente cumprirem os castigos a que foram sancionadas", referiu.

Por Pedro Morais
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de FC Porto

Luis Díaz supera Brahimi

Colombiano igualou Zé Luís como melhor marcador da equipa e já conta com um arranque mais forte do que o do internacional argelino

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.