Francisco J. Marques: «O jogo de maior cartaz desgraçadamente não vai ter adeptos»

Diretor de comunicação lamenta final sem público

Francisco J. Marques voltou a abordar a falta de adeptos nos estádios em Portugal e deixou críticas à inércia face a um possível desconfinamento no futebol, a começar pela final da Taça de Portugal, já este sábado.

"Jogo de maior cartaz do FC Porto e desgraçadamente vamos ter esse jogo sem adeptos. É uma profunda injustiça para quem alimenta esta indústria. Quem alimenta são as pessoas. As que vão ao estádio, as que consomem informação e eu julgo que estavam criadas condições para ir começando a fazer o desconfinamento no futebol. O futebol está a pagar um preço que outras atividades não pagam. Vai haver corridas de touros e vai ser possível que haja público. E no futebol continua a não haver. Na semana passada, na final da Taça de França, houve uma primeira abertura com 5 mil pessoas. Em Portugal era importante ir dando passos. O futebol precisa dos adeptos. É muito importante que as autoridades sanitárias percebam isso e que seja possível fazer o desconfinamento do futebol e voltar a proporcionar espetáculo aos adeptos. A final da Taça é a festa do futebol. E desta vez vai ser amputada da coisa mais importante: os adeptos. Depois, em relação à final, é preciso dizer o seguinte: a terceira época do Sérgio Conceição vai-se encerrar com a disputa da Taça. Todas as competições nacionais fomos até ao fim. Na Taça está sem derrotas, foi eliminado nos penáltis nas meias-finais. Na Taça da Liga, penáltis e um golo no final. Isto demonstra como merecem ter a felicidade de ganhar. Oxalá isso aconteça", apontou.

Por Record
3
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de FC Porto

Soares na mira do Rennes

Franceses querem juntar o avançado a Raphinha, mas enfrentam a concorrência da Arábia e de um clube russo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.