Francisco J. Marques: «Os dois novos arguidos mostram que o sistema era gigantesco»

Sobre as mais recentes revelações no âmbito do processo E-Toupeira

• Foto: MOVENOTICIAS

Francisco J. Marques considera que a constituição de dois novos arguidos no âmbito do processo E-Toupeira confere "uma nova dimensão" ao caso. No Porto Canal, o diretor de comunicação e informação do FC Porto disse, esta terça-feira à noite, que o sistema alegadamente montado pelo Benfica "era gigantesco".

"Quando o caso foi revelado, ficou a saber-se que o Benfica através destes funcionários judiciais tinha acesso aos processos, mas também a processos que tinham a ver com FC Porto e Sporting. Agora imaginem que estaria a decorrer já uma suspeita de subornos no andebol. O Benfica já não saberia destas coisas? Se calhar até de todos os casos… Estes dois novos arguidos trazem dimensão, e muita, a isto. Era de facto um sistema gigantesco para espiar a justiça portuguesa. Não pode haver clemência sobre isto. Aquele senhor sinistro, Paulo Gonçalves, existe para andar a fazer coisas irregulares. Mas alguém tem dúvidas disso? Era ele que corrompia os funcionários judiciais para saber o que ia acontecer na justiça", afirmou.

Por André Monteiro
28
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas