Interesse do Everton em Brahimi não se concretizou

Argelino alarga assim o leque ofensivo

• Foto: Bruno Teixeira Pires

Brahimi volta a ser uma peça a ter em conta no FC Porto. O argelino, de 26 anos, acabou por não ser transferido no último dia do mercado de transferências dos principais campeonatos europeus e, assim, será de hoje em diante uma espécie de ‘reforço’ da equipa de Nuno Espírito Santo.

O Everton, principal interessado no concurso do extremo, não chegou a avançar com uma proposta formal que pudesse levar a SAD azul e branca a libertar o jogador e, nesta medida, Brahimi e o FC Porto terão de aguardar pelas próximas janelas do mercado para se debruçarem sobre o assunto.

Afastado das opções de Nuno neste início de temporada, o argelino será agora mais uma solução ofensiva à disposição do técnico. Depois de ter cumprido normalmente as primeiras semanas da pré-temporada, Brahimi caiu claramente na hierarquia do plantel após o final do estágio na Alemanha. Daí para cá não mais foi convocado por Nuno Espírito Santo, tanto nos dois jogos-treinos com V. Guimarães e Villarreal como na mão-cheia de duelos oficiais já realizados entretanto. Porém, diga-se que contrariamente ao que aconteceu com Martins Indi, tanto Brahimi como Aboubakar mantiveram-se integrados no grupo, continuando a trabalhar diariamente no Olival sob as ordens do técnico portista.

Portas fecham-se a Quintero

Além de Brahimi, também Quintero acabou por não encontrar a porta de saída da Invicta. Diga-se que, além de algumas ligas sul-americanas, mantêm-se em aberto apenas campeonatos europeus de segundo plano, como o ucraniano (encerra hoje) e o romeno.

Por André Monteiro
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.