Madureira explica-se: «Disse a Paulo Gonçalves que ele e o dono deviam estar no Linhó a comer da marmita»

Líder dos Super Dragões falou do momento em que confrontou o ex-assessor jurídico do Benfica

• Foto: Ricardo Jr

Fernando Madureira deu a Record a sua versão dos acontecimentos desta segunda-feira, em que confrontou Paulo Gonçalves num restaurante ao almoço, na Foz. Ao nosso jornal, o líder dos Super Dragões referiu que "aproveitou para lhe dizer na cara o que tinha para lhe dizer" e que o antigo assessor jurídico do Benfica "ficou impávido e sereno".

"Nada de especial se passou. Ia almoçar com a minha esposa e vi aquela figura. Perguntei-lhe se não tinha vergonha de estar ali. Acusado em processos de corrupção a funcionários judiciais, árbitros, jogadores... Disse-lhe que ele e o dono dele deviam estar no Linhó a comer da marmita. Depois voltei para a mesa. Ele não reagiu, ficou impávido e sereno. Aproveitei para lhe dizer na cara o que tinha para lhe dizer", disse 'Macaco' ao nosso jornal.

Refira-se que esta tarde a claque portista reagiu ao sucedido, frisando que que "não teve conhecimento ou participação nos actos que são imputados" a Madureira e que é com "surpresa e perplexidade que vê as imagens."

Fernando Madureira ameaça Paulo Gonçalves num restaurante: «Põe-te mas é a andar»

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas