Marega "carregado" e mão de Rúben Semedo: FC Porto aponta casos do jogo

Dragões empataram com o Rio Ave (2-2) na abertura da 31.ª jornada

O FC Porto empatou na sexta-feira com o Rio Ave, por 2-2, na abertura da 31.ª jornada da Liga NOS, resultado que compromete as aspirações dos dragões na luta pelo título nacional. Um golo de Brahimi, aos 18 minutos, e um autogolo de Junio Rocha, aos 22', até deram corpo a uma entrada eficaz da equipa azul e branca, mas não travaram uma boa reação dos vila-condenses na segunda metade, corporizada, nos instantes finais, com os golos de Nuno Santos (85') e de Ronan (90'), que impuseram a igualdade.

Inquéritos

Qual deve ser a decisão de Sérgio Conceição quanto ao futuro caso não conquiste o bicampeonato?

Este sábado, o 'Dragões Diário' sublinha os "dois erros nos últimos cinco minutos ditaram" o empate e apontam dois lances polémicos.

"Foi um desfecho 'frustrante', 'cruel e 'ingrato', de acordo com Sérgio Conceição, que assumiu a responsabilidade da equipa: 'Não merecíamos isto até aos 75 minutos, mas depois merecemos o que nos aconteceu'. O que se passou na primeira fase do encontro foi uma entrada boa do FC Porto, que se colocou em vantagem com um golo de Brahimi e um autogolo de Junio Rocha. Antes da reação do Rio Ave, houve dois lances polémicos: primeiro, Marega foi carregado pelas costas na área do Rio Ave; depois, Rúben Semedo jogou a bola com a mãodentro da área", sublinham os azuis e brancos na sua newsletter diária.
Marco Ferreira analisa a arbitragem do Rio Ave-FC Porto

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.