Ministério Público espanhol pede prisão para agente que mediou ida de Casillas para FC Porto

Por supostamente ter defraudado os restantes sócios

• Foto: Arquivo/Luís Vieira

O Ministério Público (MP) espanhol pede uma indemnização de 445 mil euros e quatro anos de prisão para o agente que mediou a transferência de Iker Casillas para o FC Porto, em 2015. Segundo o 'AS', o tribunal criminal de Palma de Maiorca onde decorre o processo definiu para a última semana de maio a sentença do caso, em que o empresário é acusado de fraude - esta terça-feira deu-se apenas uma audiência prévia. 

O MP e a acusação particular - antigos sócios do agente -, referem que o empresário deixou os restantes membros à margem do negócio que levou o guarda-redes espanhol para o Dragão, privando-os da comissão. Segundo a acusação, estes empresários constituíram, em 2008, parceria com o réu para intermediação, representação e assessoria de futebolistas, num vínculo renovável salvo denúncia de uma das partes, com aviso prévio.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.