Nélio Lucas fala em "comissões legitimamente cobradas"

Homem forte da Doyen aborda o caso Casemiro

• Foto: Diário As

Nélio Lucas veio esta quinta-feira a público defender a atuação da Doyen [e da sub-empresa Vela] nos negócios com o FC Porto. O homem forte do fundo de investimento abordou todo o negócio em torno de Casemiro, desde a chegada ao Dragão até ao regresso a Madrid, após Record ter revelado o destino dos 7,5 milhões de euros pagos pelos merengues.

"Se não fosse a Vela o jogador nunca teria vindo para Portugal/Porto. Vários clubes tentaram (inclusive de Portugal) e ninguém conseguiu. Só o FC Porto, pela minha relação com o jogador mas sobretudo com Real Madrid", esclareceu em comunicado.

"Orgulhamo-nos da cooperação com a Energy Soccer e Alexandre Pinto da Costa, nossos parceiros em Portugal. Juntos contribuímos para alguns dos melhores negócios do FCP. O FCP teve sempre lucros com os negócios por nós intermediados", acrescentou Nélio Lucas.

Por fim, o CEO da Doyen referiu que "o que deveria estar em causa não são as comissões legitimamente cobradas mas sim se os negócios têm sido bons para o clube ou não. E isso ninguém pode negar que todos sem exceção o foram".

Por Luís Miroto Simões
4
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de FC Porto

Afinação dos miúdos já dá frutos

Plano de Conceição para crescimento das mais recentes pérolas do Olival passa pela exposição a diferentes contextos, especialmente táticos e de dinâmica. Fábio Vieira está a responder em grande

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0