Nélio Lucas fala em "comissões legitimamente cobradas"

Homem forte da Doyen aborda o caso Casemiro

• Foto: Diário As

Nélio Lucas veio esta quinta-feira a público defender a atuação da Doyen [e da sub-empresa Vela] nos negócios com o FC Porto. O homem forte do fundo de investimento abordou todo o negócio em torno de Casemiro, desde a chegada ao Dragão até ao regresso a Madrid, após Record ter revelado o destino dos 7,5 milhões de euros pagos pelos merengues.

"Se não fosse a Vela o jogador nunca teria vindo para Portugal/Porto. Vários clubes tentaram (inclusive de Portugal) e ninguém conseguiu. Só o FC Porto, pela minha relação com o jogador mas sobretudo com Real Madrid", esclareceu em comunicado.

"Orgulhamo-nos da cooperação com a Energy Soccer e Alexandre Pinto da Costa, nossos parceiros em Portugal. Juntos contribuímos para alguns dos melhores negócios do FCP. O FCP teve sempre lucros com os negócios por nós intermediados", acrescentou Nélio Lucas.

Por fim, o CEO da Doyen referiu que "o que deveria estar em causa não são as comissões legitimamente cobradas mas sim se os negócios têm sido bons para o clube ou não. E isso ninguém pode negar que todos sem exceção o foram".

Por Luís Miroto Simões
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.