Pinto da Costa faz 80 anos: Presidente assume guerra dos emails

Manteve-se distante das denúncias mas os pedidos dos sócios mudaram atitude

A Assembleia Geral do FC Porto, em finais de outubro, é identificada por quem integra a estrutura do clube como ponto de viragem do posicionamento público de Pinto da Costa em relação à guerra dos emails. Na altura, muitos dos mesmos sócios que um ano antes o colocavam em xeque por entenderam que não estava a intervir como pretendiam em defesa do clube, insistiram que o ataque cerrado ao Benfica deveria ser levado com máximo empenho até às últimas consequências.

O caso não tem segredos, dada a sua exposição mediática, e começou a manifestar-se no início de abril através do palco do Porto Canal. Foi ganhando dimensão à medida que as denúncias assumidas pelo diretor de comunicação, Francisco J. Marques, obrigaram diversos organismos desportivos e judiciais a abrirem investigações a situações consideradas irregulares reveladas por via de comunicações eletrónicas dos encarnados que chegaram ao conhecimento dos dragões.
Pinto da Costa esteve durante longos anos sobre fogo devido a tudo o que rodeou o caso do Apito Dourado.

As escutas que foram parar ao You Tube através de uma conta registada no Uganda continuam disponíveis, sendo recorrentes as referências a esse período sobretudo por parte de comentadores conotados com o Benfica. Todavia, tendo sido ilibado de todas as acusações desportivas e criminais, e por muito que possam existir danos éticos que nunca serão apagados,mas que nunca pareceram perturbar os adeptos do seu clube, o facto é que Pinto da Costa se tem sentido confortável com a devolução para a Luz das acusações que, a seu tempo, procuraram manchar as conquistas do FC Porto. Na sua última intervenção na Revista Dragões, o presidente dos azuis e brancos foi mesmo mais longe e, pela primeira vez, atribuir ao "colossal esquema de condicionamento" que atribui ao Benfica boa parte da responsabilidade do insucesso desportivo registado na Invicta.

Com Pinto da Costa nas trincheiras, a troca de salvas de artilharia verbal com os rivais pode subir o nível de beligerância.

Por Vítor Pinto
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.